Destaque

Monte Cardada – A pérola do Lago Maggiore

Final de agosto (e quase final de verão) fizemos mais um passeio pela Suíça,  exploramos a parte italiana, o cantão do Ticino. Foi o #ExperienceCardada, um evento organizado com um objetivo simples: divulgar o Monte Cardada para você turista e viajante brasileiro/a. Me encontrei com mais outras blogueiras brasileiras com o mesmo propósito e realizamos o evento no dia 26 de agosto de 2018, num dia de muito sol e diversão.

_MG_8796 mark
Eu, Ana, Monique e Ester – photo by Laurentina Leal

Todas as blogueiras assim como eu moramos na Suíça, cada uma partiu de uma cidade diferente, e para esse passeio nos encontramos durante caminho no trem, afinal o destino final de todas era na cidade de Locarno, mas quando chegamos já estávamos todas juntas.  Às 10:15h partimos da estação de Locarno, onde começou nosso passeio.  Recebemos nossos tickets e lá fomos nós em direção ao topo da montanha! Começamos com o funicular de Locarno até Orselina (395 metros)

RE1_0122-1
Funicular que sobe de Locarno até Orselina

Em Orselina, fizemos uma pequena parada e já nos impressionamos com o maravilhoso lago Maggiore e o monastério Madonna del Sasso, muito famoso por ser um dos destinos de peregrinação da parte italiana da Suíça, é possível subir fazendo trilha para apreciar a paisagem, tem vaquinhas em algumas partes do caminho, mas como tínhamos pouco tempo optamos pelo funicular.

RE1_0130-2

RE1_0232-18

Depois da pausa para apreciar a vista do lago, pegamos agora um bondinho e chegamos em Cardada, tem um restaurante e um parquinho para a criançada com uma vista incrível.

RE1_0139-5
Subimos de bondinho até Cardada – 1340 metros

_MG_8878 mark

RE1_0135-4
Parquinho com essa vista quem quer brincar?

Com o tempo lindo, fizemos um pequeno passeio e fomos até a Passarella di Cardada, que tem uma vista espetacular do lago e dos Alpes.

RE1_0154-7

RE1_0156-8

_MG_8858 mark

Outras atrações possíveis são: parapente, trilhas e mountain biking.

RE1_0162-9
É possível jogar xadrez com peças gigantes
RE1_0165-10
Esse é o trajeto do teleférico

Agora é a hora do medinho (pelo menos para mim hahaha) e subir mais um pouco com o teleférico, as cadeiras são disponíveis apenas para duas pessoas e sobe de ladinho, fazendo com que durante todo o trajeto é possível observar as vaquinhas e o lago. Sensacional!!!

_MG_8998 mark
Teleférico em formato de gota projetado por Mario Botta – e eu disfarçando o medo!

Chegamos em Cimetta, fica a 1670 metros de altura e lá tem um observatório geológico, uma plataforma circular com um panorama de 360 graus sobre toda a região e as montanhas circundantes. temos uma vista magnífica do Lago Maggiore e é o melhor lugar para observar o panorama.

_MG_8921 mark

_MG_8937 mark

Após toda a sessão de fotos, paramos no restaurante Cimetta, servem pizza, macarrão e polenta típica com queijo. É possível fazer picnic ao redor. A vista sensacional. Dica: levem blusa para ficarem no terrasso porque venta bastante e esfria um pouco!

Como chegar em Cardada?


De carro: 
a partir de Berna até Locarno é em torno de 236km.
Tem estacionamento (pago) próximo de onde sai o funicular.

De transporte:
A partir de Berna:
 um trem até Zurique, tem que fazer uma baldeação em Bellinzona e depois, chega até Locarno.  trajeto leva em torno de 3h36min. Preço 100 francos (ida e volta)

A partir de Zurique: tem que fazer uma baldeação em Bellinzona e depois, chega até Locarno.  trajeto leva em torno de 2h23min. Preço 63 francos (ida e volta

Eu fiz um bate volta de Berna até a cidade de Locarno de trem. Sai bem cedinho é um pouco puxado mas valeu a pena. Consegui uma promoção de um Tageskarte por 49 francos ida e volta. Viajantes com o SwissTravelPass tem todo o trajeto de trem incluído.

Quanto custa:

Os tickets do funicular + bondinho + teleférico não são incluídos no SwissTravelPass e tem que pago a parte: Os valores sã0: adultos: 44 francos (ida e volta) – Crianças: 22 (ida e volta)

_MG_8913 mark
Time completo: Laurentina, Monique, Ana, Ester e eu! Foi sensacional.

Participaram do #experiencecardada

Realização: Ana Luiza de Souza (Pelo Mundo Blog)
As Blogueiras –  Monique Bianchi (Me Joguei no Mundo),  Renata Autran (As Viagens da Re),  e  Ester Santos (Esterzinha Adventures)

Apoio: Ticino Turismo e Ascona Locarno Turismo

Fotografa oficial: Laurentina

Veja o que rolou no evento também, através da Hashtag #ExperienceCardada no Instagram e Facebook.

*************************************************************

Se quiser saber como foram os outros Experiences, veja os artigos abaixo:

#ExperienceVevey, clique no post Explorando a cidade por blogueiras brasileiras

#ExperienceTitlis, clique no post Experience Titlis

#ExperienceSchilthorn, clique no post A famosa montanha do 007

#ExperiencePilatus, clique no post A incrível montanha do Dragão

#ExperienceStoos, clique no post Um final de semana completo com trilha e bem estar

 

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Deseja mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com

 

 

 

 

Experiencestoos: um final de semana completo com trilha e bem estar!

Um final de semana incrível, durante o dia curtindo a natureza, muita caminhada, e encerrar o dia com pôr-do-sol belíssimo, relaxando em um Ofurô com vista para os Alpes! Foi assim o inesquecível  #experienceStoos.

Nesse #experience mais uma vez tive o enorme prazer de acompanhar as blogueiras  Ana Luiza (Pelo Mundo Blog),  a Monique (Me joguei no Mundo) e a Janaina (Descobrindo a Suíça). Juntas descobrimos tudo o que há de melhor nesse paraíso .

RE1_9414-8
Monique, Janaina, Ana e Eu!

Como chegar em Stoos?

Stoos é uma vila localizada no município de Morschach. Encontra-se a 1.300 metros acima do nível do mar, faz parte do cantão suíço de Schwyz e tem apenas 100 habitantes, incrível né?? A cidade realmente é repleta apenas de turistas do mundo inteiro.  É acessível através do funicular Stoosbahn. O funicular mais íngreme do mundo!!! Seu formato lembra barris de cervejas, durante todo o trajeto ele se move mantendo os visitantes na horizontal, deixando imperceptível a inclinação.

RE1_9592-51

Preço do funicular:

Stoos Tickets adultos: 22,00 francos

Halb Tax: 11,00 francos

Clientes com o Abonamento Geral (GA) e quem tem o Swiss Travel Pass é de graça!

Programação:

Chegamos cedo deixamos as malas no hotel e partimos para a aventura. Caminhamos até o teleférico para chegar até Fronalpstock, se você é esportista o suficente é possivel subir caminhando, ao contrario, o teleférico custa 16 francos até o topo. Cada teleférico cabe 4 pessoas. O passeio é bem longo mas a vista é literalmente maravilhosa, se o tempo estiver bom sensacional.

RE1_9459-21
vista do teleférico durante o trajeto até Fronalpstock

Mesmo como tempo nublado podemos ver os alpes com gelo, foi possível ouvir os sinos das vacas nos pastos abaixo de nós.

RE1_9469-23

Se tiver sorte e bom tempo, é possível ver até 9 lagos diferentes do Fronalpstock, além de alguns braços do contorcido Vierwaldstättersee (Lago Lucerna).

RE1_9474-26

 

De Fronalpstock tentamos caminhar até o outro pico Klingenstock, a caminhada leva cerca de 2 horas.  Isso só é recomendado se você tiver bons sapatos de caminhada e não tiver medo de alturas, pois há seções bastante estreitas com quedas íngremes em ambos os lados. Mas devido ao mal tempo não conseguimos concluir e tiramos apenas algumas fotos do caminho e das vaquinhas.

RE1_9527-38

RE1_9543-42
é possível passar bem ao lado das vaquinhas

A combinação dos dois picos com a caminhada na montanha ou para cima e para baixo através dos teleféricos é muito recomendada, a vista é espetacular. Com a tarifa única, você pode acessar o funicular para a aldeia de Stoos, bem como os teleféricos para os dois picos das montanhas.

No topo de Fronalpstock há um restaurante bem agradável e bastante amplo que serve comida suíça típica da região.

RE1_9558-1
Sacada do restaurante em Fronalpstock com vista para os Alpes. Espetacular!

Depois de ficar completamente apaixonada pela vista, chegou a hora de descer e  curtir o Welness Hotel que ficamos em Stoos. Fomos convidadas para ficar hospedadas e mostrar todos os detalhes. No dia seguinte fomos conhecer o vilarejo e encontramos um lindo lago, é possível fazer picnic ou churrasco ao redor. De lá é possivel iniciar outras trilhas até o pico.

RE1_9609-55

Sobre o Hotel Seminar und Wellness Stoos

É um hotel 4 estrelas localizado a 10 minutos do funicular. Tem um transporte gratuíto até o hotel, tem que solicitar ligando na recepção.  Hospitalidade desde 1850. Mas foi em 1977 que O Sporthotel Stoos foi construído nos terrenos do Kurhaus. Tem um carácter especial sendo “hotel desportivo nas montanhas”. Em 2008: Os quartos do hotel foram renovados, peça por peça e atualizados tecnicamente. Modernas e confortáveis camas box spring e novos banheiros aumentam o conforto. Com o decorrer do tempo, várias categorias de quartos foram criadas, diferenciando-se pelo equipamento adicional.

RE1_9398-5

Quarto

Os 56 quartos do hotel oferecem acesso direto ao spa e restaurante, bem como ao Bar e ao Smoker’s Lounge. Se você conscientemente para relaxar e se divertir, aqui é o lugar certo. Fiquei hospedada na suite 22. Com uma decoração bem sofisticada, cama queen, banheiro super espaçoso, uma escrivaninha,  tv, frigobar, dois pequenos sofás e uma vista incrível, sendo possível até ouvir os sinos das vaquinhas.

RE1_9579-49

Café da manhã

O café da manhã foi no “Stoosbeiz” é  equipado com novas mesas Arven e, assim, tem um  charme original e bem típico. O buffet é bem diverso, com uma variedades deliciosa de queijos, e produtos da região, pães e sucos a parte além de um delicioso Prosecco.

Funciona diariamente das 07:00 h às 16:00 h e das 18:00 h às 23:00 h. Disponivel também para a fominha no final da tarde.

Serviço de almoço das 12: 00h às 14: 00h (Comida quente até às 21h)

Infraestrutura:

Área de saunas, banhos de vapor, chuveiros especiais, piscina e um ofurô é um otimo convite para relaxar.  Spa com muita pedra natural, aço inoxidável e madeira.

Horário de funcionamento das 07:00 h às 20:00 h

Mais informações:

Endereço: Ringstrasse 10 6433 Stoos

Telefone: +41 41 817 44 44

E-mail: info@hotel-stoos.ch

Site: https://www.hotel-stoos.ch

 

Vejam o vídeo que a Ana fez com um resumo do nosso final de semana!! Adorei!

 

Participaram do #experiencestoos

Realização: Ana Luiza de Souza (Pelo Mundo Blog)
As Blogueiras –  Monique Bianchi (Me Joguei no Mundo),  eu – Renata Autran (As Viagens da Re),  e Janaina Abreu (Descobrindo a Suíça).
Apoio: Stoos bahn e Hotel Stoos

Veja o que rolou no evento também, através das Hashtags #ExperienceStoos no Instagram e Facebook.

 

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Vá até a página de contato e solicite um orçamento. Sabia que também é possível fazer um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog? Ganho uma pequena comissão e você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

************************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

***********************************************************************************

 

Creux du Van – o canyon Suíço

Você já ouviu falar do Grand Canyon da Suíça? Sim, existem paisagens e cânions espetaculares além dos incríveis Alpes Suíços. O Creux du Van é um desses destinos incrivelmente fascinantes por aqui, beleza de cair o queixo, de tão lindo. Tão espetacular que o Creux du Van também é conhecido como o Grand Canyon da Suíça.

RE1_3556-20

“Creux du Van”  foi minha primeira trilha de nível “hard” que fiz, uma arena de rochas naturais de imensas proporções, está localizada na fronteira dos cantões de Neuchâtel (em alemão Neuenburg) e Vaud. Com 160 metros de altura cercam um vale de quatro quilômetros de comprimento e mais de um quilômetro de largura.

A cidade mais próxima e com conexão ferroviária é a pequena vila de Noiraigue onde começamos nossa trilha. De Noiraigue, há uma caminhada bastante extenuante, mas muito gratificante, com belas vistas do Creux du Van.

RE1_3480-1

A trilha circular ao redor do Creux du Van é de 13,6 quilômetros e o tempo previsto para completar a volta toda é de 5 horas e meia. Mas levamos 7 porque paramos para muitas fotos e picnic. Primeiro você vai subir 750 metros até um platô e depois descerá novamente no vale. O ponto de partida é a pequena cidade de Noiraigue perto de Neuchâtel. A partir daqui, a primeira parte está em uma estrada asfaltada até chegar aos limites da cidade, onde a trilha leva à floresta. Como a trilha é projetada como uma rota circular, você precisa decidir se faz isso no sentido horário ou anti-horário. A primeira parte será uma subida íngreme de qualquer maneira.

Mapa trilha 2
Começamos em Noiraigue seguimos até Le Soliat e voltamos por Ferme Robert.

Desde o início, a trilha é bastante íngreme e segue uma estrada florestal larga em subida. A subida é longa e prepare-se para transpirar muito! Na fazenda Les Oeuillon você pode obter bebidas e lanches para mais energia para a próxima parte da subida. Daqui a trilha é uma trilha íngreme e bem cheias de curvas pela floresta. A subida é extenuante e suada, mas você será recompensado com excelentes vistas de uma bela paisagem.

RE1_3467-2
Os pouquinhos na Fazenda Les Oueillon

Depois de aproximadamente quase 2 horas a trilha está se achatando e alcançamos o topo do Creux du Van. Estamos no extremo norte do cânion em forma de ferradura e daqui podemos ver claramente a forma do abismo.

RE1_3533-14
Bem ao fundo se vê o Lago de Neuchâtel

Primeiro as geleiras, depois os riachos moldaram a formação rochosa de tirar o fôlego dos depósitos de calcário de 200 milhões de anos de um oceano pré-histórico. Os rochedos íngremes proporcionam uma visão detalhada da geologia do dobramento jurássico. O clima regional do “Creux du Van” é excepcional e incomum, há florestas e flora ártica-alpina na arena do rock. Camurça, íbex, lince e muitos outros animais silvestres habitam a paisagem natural intocada, protegida pela existência de uma reserva natural de 25 quilômetros quadrados. Uma nascente, a “Fontaine Froide”, tem sua origem no meio de um sumidouro. A água desta primavera é de quatro graus Celsius ao longo do ano. (fonte: MySwitzerland)

RE1_3591-36

Aproveitamos nosso lanche com essa visa incrível.

Ao lado do Creux du Van está o restaurante Le Soliat. É possível chegar ao restaurante com seu próprio carro no qual é uma alternativa para pessoas que não querem, ou não são capazes de fazer a subida íngreme.

No ponto mais alto há até mesmo um ponto de informação turística com um escritório de turismo (mas só funciona com bom tempo e em estação alta). Aqui você recebe informações adicionais ou dicas para caminhadas na região. Ao longo do precipício, há muitos lugares bonitos onde você pode apreciar a bela paisagem e olhar para as profundezas.

RE1_3602-41.jpg

Sensacional esse contato com a natureza para relaxar!

De volta à trilha principal, agora chegamos ao lado sul do Creux du Van. Aqui é o melhor lugar para ver a forma de ferradura do Creux du Van. Você fica bem perto do abismo e é incrivelmente profundo, então cuidado para não tropeçar. Um passo em falso será bem desastroso.

Superando mais um medo de altura!!! 

Fiquei realmente impressionada com a paisagem deslumbrante do Creux du Van. O que também me surpreendeu é que não há cercas ou sinais de alerta. Então não abuse da sorte e cuidado com as selfies.

RE1_3606-43

Pegamos a trilha  para descer. No começo, a trilha é íngreme e bem estreita. Passamos por muitos trechos que ainda tinha gelo, descemos bem devagar para não escorregar.

Sara me dando aquela força pra descer! Valeu!!

Após cerca de metade da descida, chegamos novamente a uma estrada florestal, esse caminho já não é mais íngreme e foi bem agradável para caminhar.

Após a descida ao vale, chegamos ao restaurante Ferme Robert, tomamos um vinho e comemoramos o super dia. Há também um pequeno museu com informações sobre os segredos do Creux du Van e a reserva natural que o rodeia. A partir daqui, é apenas uma curta caminhada de volta para Noiraigue.

RE1_3614-46

Como chegar até o Canyon

De trem: O Creux du Van é facilmente acessível por transporte público a partir da pequena aldeia Noiraigue, que fica perto de Neuchâtel. Há trens diretos de Zurique a Neuchâtel e de Neuchâtel é apenas uma curta viagem de trem para Noiraigue. O tempo de viagem de Zurique a Neuchâtel é de 90 a 120 minutos e de Neuchâtel até Noiraigue são cerca de 20 minutos.
De carro: de St-Aubin, Couvet ou Travers por uma estrada de pedras até o Restaurante du Soliat (ficando mais estreito no final). O circo rochoso Creux du Van fica a cerca de 300 metros a pé do restaurante.

Na estação de trem de Noiraigue você pode alugar bicicletas e e-bikes e há uma pequena loja com bebidas e alguns petiscos.

Outras atrações nesta região são as Gargantas de Areuse e Poeta-Raisse. (Não fui dessa vez).

Quando você visita o Val-de-Travers, você deve definitivamente tentar o absinto. Esta aguardente de alta prova nasceu nesta região. Hoje, a produção é legal novamente, mas por muito tempo foi proibida. (também vai ficar para próxima visita).

Para mais informações sobre o Creux du Van e outras atrações no Val-de-Travers, verifique os sites de neuchateltourisme.ch e myvaldetravers.ch.

Qual é a sua paisagem favorita na Suíça? Você já esteve no Creux du Van ou no Cantão do Jura? Vou adorar saber sua experiência de viagem pela Suíça.

Destaque

Hader Kulm o Topo de Interlaken

Harder Kulm é uma montanha com uma vista incrível para a cidade de Interlaken na Suíça. Apesar de ser ofuscada pelos vários picos que cercam a cidade, ainda oferece as melhores vistas de Interlaken (a menos que você vá Parapente!) E também é uma das poucas excursões com um preço bem acessível.

A cidade de Interlaken fica exatamente no centro da Suíça, a uma hora da cidade de Berna, e no máximo três horas de cidades famosas como Zurique, Genebra e Lucerna. Sua posição geográfica é bem interessante, afinal é praticamente de lá onde começa todos os passeios turísticos e muita aventura.

RE1_2778-2
Cidade de Interlaken

Além disso, Interlaken oferece uma ampla gama de atividades ao ar livre e de aventura tanto no inverno como no verão. Aqui nesse Post vou contar sobre o Harderkulm Top of Interlaken, um passeio que permite uma das mais belas vistas da região de Interlaken.

RE1_2840-22
Cidade de Interlaken e a esquerda o Lago de Brienz.

Caminhando até o Topo

Comemorando o inicio da primavera, esse foi o dia de abertura para a temporada de visitas. Optamos por chegar até o topo trilhando, todo o caminho é bem sinalizado e durou cerca de 3 horas a nossa subida.

RE1_2793-6

RE1_2810-11.jpg

O que levar na sua mochila?

Para fazer uma trilha tem que estar preparado. Em alguns trechos pegamos uma subida bem pesada e íngreme e fizemos uma parada pelo caminho para eu conseguir recuperar as energias.  Mas valeu a pena todo o esforço. Antes de começar passamos pelo supermercado Coop que tem bem próximo a estação e compramos um kit bem básico mas que foi essencial. Bananas, ovos cozidos, um lanche, suco de maça e claro muita água (é possível pegar mais água pelo caminho. Ahh e não esquecer o protetor solar! Use roupas leves e que sequem rapidamente. Roupas como jaquetas, que são quentes e podem ser dobradas como uma pequena bola, são ótimas.

RE1_2867-31
Esse foi o meu kit sobrevivência.
RE1_2804-10
Use sempre um tênis confortável e próprio para trilhas.

Chegando até o Topo de Interlaken

Vou colocar aqui as fotos que fiz durante todo o trajeto na nossa subida. Encontramos pessoas de todas as idades, de mamãe carregando nas costas seu bebe bem pequeno como senhores que deviam ter uns 70 anos. Ou seja não é motivo para reclamar que não é possível.

RE1_2881-35
A alegria de chegar no topo.

Se a subida até o Harder Kulm  não foi suficiente para agitar os ânimos, se dirija à famosa plataforma que se eleva sobre a região de Interlaken. Essa plataforma foi inaugurada em 2011 e é uma das imagens mais famosas de Interlaken. Não é para menos. Além de oferecer a melhor vista sobre a cidade de Interlaken, ela vai se estreitando até a ponta e de lá onde apenas cabe uma pessoa você sente a plataforma balançando! Para ajudar uma parte do solo da plataforma é em vidro para ter uma vista melhor e mais emocionante da região!

RE1_2914-44

Dá aquele medinho básico mas é justamente da ponta dessa plataforma que você consegue tirar as melhores fotos então coragem e encare!

Quanto custa o passeio à Harder Kulm?

Para quem não quiser subir caminhando, o ticket de ida e volta pelo funicular custa 30 francos suíços. Para quem tem o SwissPass tem desconto de 50%.

Se você já esteve por aqui. Conte-me sua experiência.

Rothorn – Maria Fumaça, Alpes e um lago incrível.

Fazia muito tempo que não fazia trilhas por aqui, e os melhores lugares se descobre caminhando. Então junto com duas amigas resolvemos fazer essa trilha pela região do Lago de Brienz e todo o passeio foi sensacional.

RE1_8424-4

Nos encontramos na estação de Brienz, estacionei o carro bem na frente. O estacionamento custa 10 francos-suíços o dia. As meninas chegaram de trem e depois corremos até a estação Rothorn Brienz para pegar o trem, mas não era um simples trem e sim uma locomotiva a vapor!!

BRIENZ ROTHORN BAHN (BRB) – Uma experiência para vida.

Ao contrário de outras linhas de montanha suíças, o BRB não foi eletrificado e isso fez da ferrovia uma atração especial desde 1953 até 1990, era a única linha a vapor na Suíça. Embora outras ferrovias de montanha suíças ofereçam viagens especiais de “vapor”, esta é a única linha que oferece um serviço completo de vapor, a locomotiva a diesel apenas é usada para trens adicionais e para períodos de tráfego leve.

E a locomotiva a vapor que subimos era de 1892 e a rota leva em torno de 1 hora até o topo. Subimos 1678 metros e tivemos um panorama incrível, alias vários, pelo caminho. O trem sobe bem lentamente, o barulho do trem parece que você esta dentro de um daqueles filmes antigos.

 

RE1_8697-42
Locomotiva de 1892

RE1_8689-41

Ao chegarmos ao topo paramos no restaurante para tomar um cafezinho, recuperar energia para iniciarmos nossa trilha.

RE1_8507-18
Restaurante e Hotel Rothorn Kulm

O Restaurante: No topo você encontrará o restaurante e o hotel Rothorn Kulm, com seu grande terraço panorâmico e vistas deslumbrantes sobre o Berner Oberland. É um restaurante para não-fumantes e é acessível para cadeiras de rodas e carrinhos de bebê. O restaurante oferece um delicioso café da manhã, almoços saudáveis e jantares românticos à la carte à noite. Além disso, o terraço aberto é uma maneira maravilhosa de ver amanhecer e deve ser incrível de ver também o pôr do sol sobre os Alpes Berneses e é o pano de fundo perfeito para qualquer refeição ou ocasião memorável. No nosso caso foi somente um café da manhã.

IMG_9564

COMEÇANDO A TRILHA

Pesquise qual a trilha que você vai querer fazer. Aqui na Suíça tudo é muito bem sinalizado, normalmente encontram-se várias placas sinalizando a direção e o  tempo estimado para cada direção. Apesar que sempre demoramos mais devido váaarias paradas para fazer fotos, picnic e etc.

IMG_9678
Escolhemos ir até Planalp – 1 hora e 50 minutos para descer

Verifique o grau de dificuldade. Caso seja sua primeira trilha, evite as que não têm caminhos definidos e as que são muito íngremes. No meu caso no meio do caminho começou a doer um pouco o meu joelho e por sorte a minha amiga que estava comigo tinha daqueles bastões para apoio e me ajudou muito!!

RE1_8577-28

DICAS PARA A TRILHA

Organize sua mochila de forma eficiente e leve o que pode ser necessário: água e protetor solar, são importantíssimos, e se ainda couber um repelente e um kit de primeiros socorros. Ahh e se puder leve uma meia… porque pode molhar o pé no meio do caminho, sim pegamos trechos com neve e dai molha o pé mesmo! E claro máquina fotográfica e celular com bateria extra!!

RE1_8592-31
trechos com neve… e o medinho de passar por ali!! kkk

Levamos também cada uma lanchinhos e frutas, pois a ideia era parar no meio do caminho e fazer um pequeno picnic. E sem contar as várias paradas para fazer fotos, e eu como amo fotografia imagina a loucura. O tempo estimado para nossa descida era de 1 hora e 50 minutos e levamos quase 3 horas!!

RE1_8533-40

RE1_8556-48

RE1_8642-68

RE1_8601-60

Aqui paramos para ver o trem passar e claro tirar muitas fotos, aproveitamos e comemos um lanchinho básico até o trem chegar.

RE1_8663-72

Caminhando chegamos até Planalp e paramos em um restaurante muito tranquilo, e o mais curioso é que o restaurante só funciona agora no verão, porque no inverno fica todo coberto de neve, e não tem energia elétrica!!!

RE1_8678-2
Hausstatt Planalp

RE1_8669-1

Lá terminamos nossa trilha, comemos tomamos uns drinks e de lá pegamos o ultimo trem de volta até Brienz.

Horário de Funcionamento da Maria Fumaça

Para subir

Brienz BRB 07.30* 08.36 09.40 10.45 11.45 12.58 13.58 14.58 16.36
Planalp 07.56* 09.03 10.07 11.12 12.15 13.27 14.27 15.27 17.03
Rothorn 08.25* 09.31 10.35 11.43 12.45 13.57 14.57 15.57 17.31
 Para descer
Rothon
08.30*
09.38
11.15
12.20
13.28
14.28
15.28
16.28
17.40
Planalp
09.02*
10.10
11.50
12.58
14.02
15.02
16.02
17.02
18.12
Brienz BRB
09.30*
10.38
12.20
13.30
14.32
15.32
16.32
17.32
18.40

Preços:

Individual

Preço por pessoa em CHF 1/1 1/2 Criança
I D A 
Brienz → Rothorn 57.00 28.00 0.00
Brienz → Planalp 37.00 18.50 0.00
0836 Ticket 27.00 17.00 0.00
TICKET COMBO
Brienz → Rothorn → Sörenberg 70.00 35.00 10.50
Preis pro Person in CHF 1/1 1/2 Kinder
R E T O R N O
Brienz → Rothorn 88.00 44.00 0.00
Brienz → Planalp 57.00 29.00 0.00
0836 Ticket 54.00 33.00 0.00
Bilhete Trilha *  74.00 37.00 0.00
Kombiticket:
Brienz → Rothorn → Sörenberg 108.00 54.00 16.00

*esse foi o bilhete que compramos, subimos com o trem e descemos caminhando até Planalp e de lá pegamos o trem de volta. *

Mais infos no site da própria companhia Brienz Rothorn Bahn AG .

Curtiu o Post, se você já fez me conte como foi sua experiência!

E até a próxima.

IMG_9632
Prost!! Com uma cervejinha local!

Para mais trilhas interessantes na Suíça acessem o blog: Me Joguei no Mundo da Monique tem muitas opções legais! E deixem seu comentário!!!

Um beijo

 

 

 

 

 

 

Oeschinensee – A magia do lago alpino

Na Suíça o que mais encanta é a natureza que de fato é linda demais mesmo! Mostro aqui esse maravilhoso lago, que parece mais um paraíso perdido. No verão é possível nadar (quem tiver coragem!), pescar e andar de barquinhos, no inverno o lago vira uma pista de patinação de gelo natural ou pista de esqui! Incrível né?

RE1_4060-1

O Lago Oeschinen é um lago artificial localizado em Kandersteg, Suíça, a uma altitude de 1578 m. Ele é rodeado pela Montanha de Bluemlisalp, pela Montanha Oeschinenhorn, pela Montanha Fründenhorn e pela Montanha Doldenhorn.

Esse lugar, na minha opinião, é um pequeno paraíso perdido aqui na Suíça, estive diversas vezes porém em estações diferentes. Fazendo trilha ou somente com o bondinho.

No verão vale a pena ir cedo, é possível nadar no lago, fazer pesca, picnic e alugar um barquinho. O lago é tremendamente gelado, mas dá para um mergulho rápido.

Como chegar de carro: seguir em direção até Kandersteg, aonde tem um estacionamento em frente da Gondelbahn e depois é só pegar o bondinho para subir, o valor é de CHF 36.- (trinta e seis francos Suíços) ida e volta. Para quem gosta de trilha é possível subir e descer caminhando. A trilha é bem sinalizada e a caminhada dura mais ou menos 1 hora.

De Berna até Kandersteg são 64 km,  chegando lá ja dá para ver os bondinhos para subir. O estacionamento fica bem na frente, custa 5 francos o dia.

Como chegar de trem: Pegar o trem até Kandersteg, e depois caminhar mais ou menos 20 minutos até a  Gondelbahn.

RE1_4946-1

Chegando lá já se vê a pista do Rodelbahn (tobogã). É muito divertido! O valor da descida de Tobogã custa CHF 5.- (quatro francos Suíços) para uma descida, ou 20 francos para ir 5 vezes.

RE1_4965-3

Depois de garantir a diversão no rodelbahn hora de fazer uma caminhada para chegar até o lago Oeschinen, é só caminhar mais uns 15 minutos por uma trilha muito arborizada onde é possível admirar os Alpes cobertos de neve, mesmo no verão! E sem contar que durante o caminho se prepare para ter a companhia mais Suíça de todas: as famosas vacas suíças com seus sinos, majestosas e simpáticas.

RE1_4022-2

A surpresa e a beleza de ver o lago é sensacional!

RE1_4989-6

Há dois restaurantes que oferecem deliciosos pratos suíços locais e vistas inacreditáveis das montanhas circundantes, ou se preferir é possível fazer picnic ou um churrasquinho ao redor do lago. Na loja ao lado do restaurante eles oferecem lenhas para poder acender a sua churrasqueira.

RE1_4077-9

DCIM102GOPRO
encarando um banho geladinho!!

As fotos abaixo foram tiradas em meados de setembro de 2015, começo do outono, o tempo estava nublado, tudo meio cinza, mesmo assim a paisagem era deslumbrante.

Oeschinen003REA_8920 Oeschinen004REA_8921 Oeschinen005REA_8924 Oeschinen010REA_8942 Oeschinen011REA_8960  Oeschinen013REA_8989 Oeschinen014REA_8993

Oeschinen021REA_9079 Oeschinen022REA_9084

Oeschinen024REA_9122

Lindo né?

 

Saindo de lá não deixe de passar pelo Blausee – o lindo lago azul

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Deseja mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com