Destaque

Niesen – A pirâmide Suíça

A vista dos Alpes Berneses e os Lagos de Thun e Brienz é verdadeiramente surpreendente e ainda mais espetaculares, com uma altitude de 2362m temos a Montanha Niesen devido a sua forma é considerada a “Pirâmide Suíça”.

galerie panorama (1)
A sombra da pirâmide e o lago de Thun – foto: niesen.ch

Infos e como chegar:

Acessibilidade: Trem de Berna até Mülenen, (50 minutos), depois pegar o funicular, tem duas seções até o topo Niesen (a subida leva em torno de 15 minutos cada seção ).
Vista: Sobre o Lago Thun, Dreigestirn nos Vales de Bernese Oberland, Simmen e Kander
Aspectos culinários: buffets de café da manhã, cruzeiros culinários à noite, jantares especiais de lua cheia.
Pernoites: 8 acolhedores quartos duplos no Berghaus
Grupos: Restaurante com 140 lugares interiores, terraço com 180 lugares
Temporada: 21 de abril até 11 de novembro.

No Inverno o Funicular está fechado!

Durante a temporada, o funicular Niesen parte a cada meia hora. Em períodos de maior movimento, isso será aumentado para cada quinze minutos.

Preços:

Ida e volta: 57,00 francos – Halbtax /GA/ SwissTravel Pass = 28,50

Ticket noturno: A partir das 15:30 = 28,50

Ticket trilha: 3 estações com funicular, 1 estação a pé = 46,00 francos / Halbtax: 23,00

RE1_1310-3

História

O Niesen é uma montanha de ardósia. Sua história começou há cerca de 70 milhões de anos, quando camadas de ardósia foram depositadas no leito do antigo mar Mediterrâneo. Com a dobra dos Alpes, o Niesen foi deslocado do sul para a posição atual.

Yesen (o antigo nome do Niesen)

O nome original era Berg Yesen. «An Yesen» foi eventualmente encurtado para Niesen. Yesen nada mais é do que a genciana amarela, que floresce até hoje no Niesen. As raízes desta planta foram desenterradas e usadas como remédios, especialmente nos tempos antigos. Este remédio tem gosto amargo, mas deve melhorar o apetite, fortalecer o estômago, baixar a temperatura, melhorar a libido e a qualidade do sangue.

Demônios e dragões

Foi somente no século XIX que a escalada de montanhas se tornou popular. Antes disso, acreditava-se que as montanhas eram o lugar onde demônios e dragões viviam (Drunengalm é outra montanha na cadeia Niesen e «Drunen» significa dragão).

RE1_1346-8
ao fundo as 3 principais montanhas: Eiger, Monch e Jungfrau

Diversão para a criançada

Visitar o Niesen é também uma ótima opção para as crianças! Tem um playground com uma vista sensacional que os papais poderão apreciar enquanto as crianças se divertem! Tem a famosa história da raposa de Niesen, passeios de contos para crianças e destaques culturais de Niesen.

 

RE1_1369
Diversão garantida para a criançada

O restaurante / hotel no topo do Niesen foi construído em 1856, 50 anos antes do funicular. Em 2002 foi a abertura do pavilhão de restaurante claro, de desenho geométrico e transparente para o público. A arquitectura moderna e funcional chama a atenção e contrasta com a beleza natural das montanhas circundantes. Descubra e desfrute da atmosfera especial do Niesen, da sua boa comida e do fantástico panorama alpino.

Suure Moscht – Vinho típico de maça e queijo suíço – combinação perfeita

RE1_1377-13

RE1_0420-30
Vista do Niesen do Lago de Thun

Apreciar o pôr-do-sol do Lago de Thun é sensacional.

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Se deseja ainda mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com, terei o maior prazer em responde-lo!

Monte Cardada – A pérola do Lago Maggiore

Final de agosto (e quase final de verão) fizemos mais um passeio pela Suíça,  exploramos a parte italiana, o cantão do Ticino. Foi o #ExperienceCardada, um evento organizado com um objetivo simples: divulgar o Monte Cardada para você turista e viajante brasileiro/a. Me encontrei com mais outras blogueiras brasileiras com o mesmo propósito e realizamos o evento no dia 26 de agosto de 2018, num dia de muito sol e diversão.

_MG_8796 mark
Eu, Ana, Monique e Ester – photo by Laurentina Leal

Todas as blogueiras assim como eu moramos na Suíça, cada uma partiu de uma cidade diferente, e para esse passeio nos encontramos durante caminho no trem, afinal o destino final de todas era na cidade de Locarno, mas quando chegamos já estávamos todas juntas.  Às 10:15h partimos da estação de Locarno, onde começou nosso passeio.  Recebemos nossos tickets e lá fomos nós em direção ao topo da montanha! Começamos com o funicular de Locarno até Orselina (395 metros)

RE1_0122-1
Funicular que sobe de Locarno até Orselina

Em Orselina, fizemos uma pequena parada e já nos impressionamos com o maravilhoso lago Maggiore e o monastério Madonna del Sasso, muito famoso por ser um dos destinos de peregrinação da parte italiana da Suíça, é possível subir fazendo trilha para apreciar a paisagem, tem vaquinhas em algumas partes do caminho, mas como tínhamos pouco tempo optamos pelo funicular.

RE1_0130-2

RE1_0232-18

Depois da pausa para apreciar a vista do lago, pegamos agora um bondinho e chegamos em Cardada, tem um restaurante e um parquinho para a criançada com uma vista incrível.

RE1_0139-5
Subimos de bondinho até Cardada – 1340 metros

_MG_8878 mark

RE1_0135-4
Parquinho com essa vista quem quer brincar?

Com o tempo lindo, fizemos um pequeno passeio e fomos até a Passarella di Cardada, que tem uma vista espetacular do lago e dos Alpes.

RE1_0154-7

RE1_0156-8

_MG_8858 mark

Outras atrações possíveis são: parapente, trilhas e mountain biking.

RE1_0162-9
É possível jogar xadrez com peças gigantes
RE1_0165-10
Esse é o trajeto do teleférico

Agora é a hora do medinho (pelo menos para mim hahaha) e subir mais um pouco com o teleférico, as cadeiras são disponíveis apenas para duas pessoas e sobe de ladinho, fazendo com que durante todo o trajeto é possível observar as vaquinhas e o lago. Sensacional!!!

_MG_8998 mark
Teleférico em formato de gota projetado por Mario Botta – e eu disfarçando o medo!

Chegamos em Cimetta, fica a 1670 metros de altura e lá tem um observatório geológico, uma plataforma circular com um panorama de 360 graus sobre toda a região e as montanhas circundantes. temos uma vista magnífica do Lago Maggiore e é o melhor lugar para observar o panorama.

_MG_8921 mark

_MG_8937 mark

Após toda a sessão de fotos, paramos no restaurante Cimetta, servem pizza, macarrão e polenta típica com queijo. É possível fazer picnic ao redor. A vista sensacional. Dica: levem blusa para ficarem no terrasso porque venta bastante e esfria um pouco!

Como chegar em Cardada?


De carro: 
a partir de Berna até Locarno é em torno de 236km.
Tem estacionamento (pago) próximo de onde sai o funicular.

De transporte:
A partir de Berna:
 um trem até Zurique, tem que fazer uma baldeação em Bellinzona e depois, chega até Locarno.  trajeto leva em torno de 3h36min. Preço 100 francos (ida e volta)

A partir de Zurique: tem que fazer uma baldeação em Bellinzona e depois, chega até Locarno.  trajeto leva em torno de 2h23min. Preço 63 francos (ida e volta

Eu fiz um bate volta de Berna até a cidade de Locarno de trem. Sai bem cedinho é um pouco puxado mas valeu a pena. Consegui uma promoção de um Tageskarte por 49 francos ida e volta. Viajantes com o SwissTravelPass tem todo o trajeto de trem incluído.

Quanto custa:

Os tickets do funicular + bondinho + teleférico não são incluídos no SwissTravelPass e tem que pago a parte: Os valores sã0: adultos: 44 francos (ida e volta) – Crianças: 22 (ida e volta)

_MG_8913 mark
Time completo: Laurentina, Monique, Ana, Ester e eu! Foi sensacional.

Participaram do #experiencecardada

Realização: Ana Luiza de Souza (Pelo Mundo Blog)
As Blogueiras –  Monique Bianchi (Me Joguei no Mundo),  Renata Autran (As Viagens da Re),  e  Ester Santos (Esterzinha Adventures)

Apoio: Ticino Turismo e Ascona Locarno Turismo

Fotografa oficial: Laurentina

Veja o que rolou no evento também, através da Hashtag #ExperienceCardada no Instagram e Facebook.

*************************************************************

Se quiser saber como foram os outros Experiences, veja os artigos abaixo:

#ExperienceVevey, clique no post Explorando a cidade por blogueiras brasileiras

#ExperienceTitlis, clique no post Experience Titlis

#ExperienceSchilthorn, clique no post A famosa montanha do 007

#ExperiencePilatus, clique no post A incrível montanha do Dragão

#ExperienceStoos, clique no post Um final de semana completo com trilha e bem estar

 

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Deseja mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com

 

 

 

 

Experience Pilatus – A incrível montanha do Dragão

Experiênce Pilatus como foi e o que é?

Como foi bacana passar um dia todo explorando e descobrindo o que tem nessa montanha incrível e com a companhia de outras blogueiras que também conhecem muito da Suíça.

O ExperiencePilatus foi organizado pela blogueira Ana Luiza (blog Pelo Mundo Blog), no qual conseguiu todo o apoio com a agência de turismo de Pilatus, a nossa atração de hoje e além da Ana Luiza vieram também outras blogueiras que moram na Suíça para participar desse grande passeio, entre elas são: Monique – Me joguei no mundo,  Janaína do Descobrindo a Suíça e a Pri do Suíça entre amigos.

RE1_6022-8
Monique, Priscila, Ana Luiza, Janaina e Eu

O intuito do experience é explorar e divulgar o local mencionado e passar as melhores dicas e informações do local.

O roteiro do evento

O roteiro foi organizado pela Ana Luiza e a programação durou todo o dia, sendo divulgado por todas as blogueiras participantes alguns dias antes do evento, onde todas nós postamos nas redes sociais com a hastag #experiencepilatus.

Gold_Rundfahrt-2011
fonte: Pilatus.ch

Este mapa, que foi fornecido pela Pilatus-Bahnen, dá uma visão geral da “Rota Dourada”. Durante nosso passeio, pegamos um barco de Lucerna para Alpnachstad, subimos a montanha com um trenzinho, descemos pelo outro lado, depois transferimos para um teleférico até Kriens em Fräkmüntegg, onde fizemos um passeio de tobogã e no final pegamos um ônibus local em Kriens de volta para Lucerna. Bem resumido né?? mas agora vou escrever tudo em mais detalhes como passamos o dia!!

O passeio começou as 8:00 horas da manhã, nosso encontro inicial foi no portão de entrada de Lucerna em frente ao píer do barco. Lá pegamos o barco as 8:30 em direção a Alpnachstad, o passeio de barco leva em torno de uma hora, dependendo da navegação,  a primeira classe dá acesso ao andar superior e pode ser menos cheia que a segunda classe, especialmente nos dias em que os grupos escolares estão viajando. No entanto, a segunda classe é perfeitamente confortável, e há muito espaço de convés nos barcos, inclusive se fizer frio na parte interna do barco tem um bar e um restaurante super confortável.

Estação de Alpnachstad

Preço do barco: 27 francos-suíços, para quem tem o Halbtax tem redução de 50%. Para quem tem o SwissTravel Pass o ticket é incluído.
Para cada grupo de 10 pessoas, uma pessoa viaja de graça.

Mais informações sobre outras tarifas de passeios de barco aqui.

A viagem para Alpnachstadt começa no Vierwaldstättersee (Lago dos Quatro Cantões, também no Lago Lucerna) e continua no Alpnachersee. Durante a viagem de barco de Lucerna para Alpnachstad, você verá mais do que algumas montanhas, entre elas, o Monte Pilatus ou Pilatus Kulm.

RE1_5987-2

Em Alpnachstad, andamos até ponto de partida do trenzinho que nos leva até o topo de  Pilatus. A cremalheira de Alpnachstad a Pilatus Kulm é a mais íngreme do mundo, com uma inclinação de 48 graus. Sobe bem devagarinho e a vista é incrível.

Subindo até o topo
Dando aquela geral na paisagem! Foto: Ana Luiza
Linda a vista do bondinho!

Já no topo fomos recebidas com uma musica típica Suíça, sendo tocada por 3 músicos com Alphorn que é a Trompa Alpina, um instrumento tradicional dos Alpes suíços, muito conhecido no país desde o século VI!

RE1_6007-7
Alphorn – A trompa Suíça

 

Tem duas pequenas trilhas, onde é possível subir para ter uma vista incrível do alto.  Mas para quem tem uma certa acrofobia melhor não subir. Mas encontramos no meio do caminho pequenas grutas e vale muito o passeio e aquela parada básica para fotos.

RE1_6024-1
O caminho do dragão – suas lendas e mitos

Lendas e mitos: 

Existem algumas lendas sobre essas cavernas, pesquisando encontrei essas duas abaixo:

“No verão de 1421, um poderoso dragão voou para Pilatos e mergulhou tão perto do fazendeiro Stempflin que ele desmaiou. Quando ele chegou, encontrou um pedaço de sangue coalhado e a Pedra do Dragão, cujos efeitos de cura foram oficialmente confirmados em 1509. Na crónica de Petermann Etterlin pode ler-se como o Landamann Winkelried matou um dos dragões de Pilatus: envolveu uma lança com arbustos espinhosos e empurrou-a para a boca aberta do dragão, depois completou o seu trabalho com a espada. Uma gota do sangue do dragão venenoso espirrou em sua mão. Esta gota – e o hálito envenenado do dragão moribundo – fez com que o sangue nas veias de Winkelried também o congelasse e o matasse.”

“Nas primeiras horas da manhã de 26 de maio de 1499, um espetáculo milagroso era para ser visto em Lucerna: Depois de uma terrível tempestade, um enorme dragão sem asas emergiu das águas selvagens do Reuss perto do Spreuerbrücke. Provavelmente o Lindwurm foi surpreendido pela tempestade e foi corado pelo Pilatus para o Krienbach, que desce abaixo da Jesuitenkirche para o Reuss. Vários cidadãos honestos e instruídos garantiram a veracidade dessa história.

Um outono, um jovem rapaz de Pilatos caiu em uma caverna profunda e ficou entre dois dragões. Mas eles não fizeram nada para ele. Quando a primavera chegou, um dos dois dragões deixou seus aposentos de inverno e voou para longe. O outro fez o cara entender que era hora de sair. O dragão se arrastou até a saída, segurando o rabo do cara e puxando-o para fora da caverna.” (infos do site: pilatus.ch)

Vista incrível!!

RE1_6030-9

Após algumas subidas e descidas, histórias e boas risadas hora de uma pausinha para o almoço, que foi delicioso!! Almoçamos no Restaurante Pilatus Kulm, na sala Queen Victoria, tem esse nome em homenagem a Rainha do Reino Unido Vitória, ela esteve em Pilatus, esse ano o restaurante está oferecendo um jantar de comemoração dos 150 anos da sua visita por aqui no topo de Pilatus.

img_4894
Almoço do Restaurante Pilatus Kulm – Sala Queen Victoria

Descemos até a estação de Fräkmunteg onde tem um grande espaço que as crianças vão amar, admito que até nós adultos, o parque Pilatus Seilpark, parque de arvorismo, tem diversas atrações como tiroleza, escaladas, Tobogã e etc, a pista do tobogã  tem 1 km de extensão e é considerada a maior pista da Suíça. Claro que optei por descer de tobogã e ainda queria ir no modo “com emoção” ou seja bem rápido!!

RE1_6037-11
Uma das atrações no parque de arvorismo

Não é necessário ter habilidades específicas ou condicionamento físico. Você vai precisar somente de coragem e concentração para acertar os movimentos e evoluir no percurso.

RE1_6043-12
Maior pista de tobogã da Suíça

Preço tobogã: CHF 8 francos-suíços, mas infelizmente não é permitido fotografar nem filmar. Após o passeio é possível comprar a foto que eles tiram durante o percurso por CHF 5 francos.

Preço arvorismo: CHF 28 francos-suíços (adulto) e CHF 21 para crianças de 8 a 16 anos.

foto: pilatus.ch 

Da estação Fräkmunteg (do Tobogã) pegamos o bondinho e descemos pelo outro lado e chegamos em Kriens. Depois pegamos um ônibus local de volta a Lucerna.

Passeio incrível para toda família!

Devido a variedade de atrações, vale muito a pena também para quem está viajando com a família, devido a diversidade de trilhas, parques e também a possibilidade de picnic e muito contato com a natureza.

Preço do tour: (Kriens-Alpnachstad–Pilatus Kulm–Kriens-Alpnachstad é de CHF 72 francos-suíços. Para quem tem o SwissTravelPass o tour sai por CHF 36,00

Espero que tenham gostado do nosso passeio! E até o nosso próximo experience! 🙂

Participaram do #experiencepilatus
Realização: Ana Luíza de Souza (Pelo Mundo Blog)
As Blogueiras – Monique Bianchi (Me Joguei no Mundo), Renata Autran (As Viagens da Re), Priscilla Wolf (Suíça Entre Amigos) e Janaina Abreu (Descobrindo a Suíça).
Apoio: Pilatus Bahnen.

Dica: Veja o que rolou no evento também, através das Hashtags #ExperiencePilatus e #Pilatus no Instagram e Facebook.

Vejam o video de como foi nosso dia! Ficou incrível.

 

 

*************************************************************

Se quiser saber como foram os outros Experiences, veja os artigos abaixo:

#ExperienceVevey, clique no post Explorando a cidade por blogueiras brasileiras

#ExperienceTitlis, clique no post Experience Titlis

#ExperienceSchilthorn, clique no post A famosa montanha do 007

#ExperienceStoos, clique no post Um final de semana completo com trilha e bem estar

#ExperienceCardada, clique no post Monte Cardada – A pérola do lago Maggiore

 

 

Conheça o primeiro teleférico aberto do mundo – CabriO

Subindo ao topo do Monte Stanserhorn, de 1.900 metros, com o vento nos cabelos, o céu azul acima de você e um fantástico panorama de 360 °: foi esse o conceito do novo teleférico para substituir o de Kälti a Stanserhorn. Uma ideia maluca? Talvez, mas hoje pude ver o que já era completamente viável. O chamado teleférico “CabriO” é o primeiro teleférico do mundo com um deck superior sem teto. O confortável double-decker é o mais recente em tecnologia de teleférico. O nível mais baixo (com janelas quase de parede a parede) tem espaço para 60 pessoas. De lá, uma escadaria elegante leva até o terraço, que oferece espaço para cerca de 30 pessoas. Os hóspedes podem desfrutar de vistas panorâmicas de 360 °, bem como o ar fresco da montanha.

RE1_5632-11

Nesse dia eu tinha que ir até Lucerna, e aproveitei que estava rolando uma super promoção de comemoração dos 125 anos de sua fundação, e os tickets estavam sendo vendidos por apenas 12, 50 francos para quem chegasse até as 9:30am. Promoção assim impossível de perder!

Na primeira seção peguei um pequeno funicular, construído em 1893. Na estação do meio, você muda para o teleférico aéreo, que o leva para o cume. Desde junho de 2012 com a novidade mundial CabriO®.

Chegando até o cume se encontra um grande espaço para relaxar, admirar a paisagem e tem também um grande restaurante.

RE1_5636-12
área do restaurante

Os pratos custam em média 20 francos por pessoa, fora a bebida. Para quem não quiser ficar no restaurante existem mesas para fazer picnic ao redor e exitem duas áreas para churrasco.

Aos sábados e domingos das 8:15 h às 10:30 hà grande variedade de pães e croissants, além de um requintado Bircher Muesli caseiro, queijo de montanha, suco de laranja e muito mais. Tudo preparado para você em uma bandeja. De segunda a sexta-feira você vai encontrar muito bem para um café da manhã self-service. Preço:
CHF 21,50 por pessoa

RE1_5621-6
Espaço para picnic ou churrasco

Caminhadas e Trilhas

Todas as trilhas para caminhadas no Stanserhorn estão abertas. O Stanserhorn é a montanha ideal para caminhadas para todas as demandas. Seja a partir da caminhada circular de 30 minutos até a caminhada de 4 horas de Stans até Stanserhorn, todos oferecem a oportunidade de escolher a melhor caminhada na montanha. Belas vistas do vale Stanser, o Engelbergertal ou Obwalden pode ser apreciado no caminho para cima.

O trem e o restaurante são acessíveis para cadeirantes e carrinhos de bebê. Não é possível subir com bicicletas.

RE1_5630-10
Trechos do inicio da trilha

Horário de funcionamento:

A cada 30 minutos, sendo a primeira subida às 8:15. E a última descida às 17: 15h (exceção no Candle Light Dinner: 11:00 pm).

A temporada geralmente dura de meados de abril a meados de novembro. A temporada de 2018 começa no dia 14 de abril e dura até 18 de novembro de 2018. Não funciona no inverno.

Preços e estacionamento:

Preços:

Adulto: 74 francos-suiços Halbtax: 37 francos-suiços.

Turistas com o Swiss Travel Pass viajam gratuitamente no Stanserhorn.

Crianças viajam de graça com o ingresso das crianças.
Sem o ingresso de crianças: Crianças de 6 a 16 anos viajam com ¼ de tarifa, acompanhadas por pelo menos 1 dos pais.
Cães de colo grátis, caso contrário ¼ de tarifa.
Alterações de preço reservadas.

3 de maio a 17 de novembro de 2018
Na quinta-feira, sexta e sábado à noite, todos os hóspedes pagam a partir das 17h30 um preço reduzido de CHF 37,00 para a subida e descida, CHF 18,50 para uma viagem só de ida.

Mais infos sobre os preços no site aqui.

Estacionamento:

Há um estacionamento diretamente na estação do vale. Se esse estiver lotado, mais facilidades de estacionamento estão disponíveis nas imediações.
As taxas para o estacionamento na estação do vale são: diariamente: das 08: 00h às 19: 00h.
30 minutos: grátis
60 minutos: CHF 1,00
90 minutos: CHF 2,00
2 horas: CHF 3,00
Cada hora adicional: CHF 1,00
Diária: CHF 7,00

RE1_5627-8
Aquele momento bem turista!!

Recomendo esse passeio de meio período. Ir cedo e ficar até a hora do almoço. Depois que fiz esse tour fui curtir uma piscina a tarde em Lucerna, que parece quase uma prainha. Para quem não quiser curtir piscina pode ir conhecer a cidade de Lucerna.

RE1_5645-15
Prainha de Lucerna, para encerrar o dia – Strandbad Tribschen Lucerne

Se vier no verão, e tiver um tempo livre aproveite para conhecer as piscinas que temos por aqui. Algumas são gratuitas, mas essa que fui em Lucerna custou apenas 5 francos-suiços. Tem restaurante e toda infra estrutura para banho. Além de um espaço super bacana para crianças. Para quem quiser é possível também alugar pranchas e praticar “surf” ou SUP. Adorei essa “badi” como chamamos aqui para piscina.

A Strandbad Tribschen Lucerne fica na Warteggstrasse, 6005 Luzern. Horário de funcionamento no verão é das 9:00 até o sol se pôr!

 

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Deseja mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com

 

Berna – O que fazer para aproveitar o melhor da capital suíça

Pra começar logo que cheguei, cometi o erro comum de iniciante de confundir Zurique como a capital suíça no lugar de Berna. Quem nunca?? 🙂 Quando finalmente aprendi a verdade, decidi acertar documentando as 10 coisas que diferenciam Berna que qualquer outro lugar da Suíça.

RE1_8097-4

Mas porque Berna?

Sempre tive vontade de morar fora, aos 15 anos minha primeira viagem internacional foi para o EUA visitar a Disney! Aos 18 queria fazer um intercâmbio, mas esse infelizmente não consegui, crise pegou, e fui ajudar a família. Nunca tinha planejado viver a Suíça, e muito menos imaginaria que ficaria tanto tempo, aliás o tempo passou rápido demais! Esse ano de 2018 estou completando 10 anos que cheguei de gaiata nessa cidade que me conquistou rapidamente. A princípio, vim acompanhada do meu ex-marido, éramos para ficar um período e voltaríamos. Mas tanta coisa aconteceu, entre acertos e tropeços, ele se foi e eu resolvi ficar!

Acho que você não deve criar expectativas para morar fora do Brasil. A adaptação inicial não é fácil, ainda mais aqui que temos que falar alemão, o pouco do inglês que eu falava não servia para muita coisa! A chance de você não gostar e querer voltar é alta. Não porque o Brasil seja melhor, mas é difícil ficar longe da família, dos acontecimentos diários na vida deles, dos amigos de infância e das coisas que você aprendeu a amar.

Quando se mora em outro país, a gente meio que aprende a gostar de outras coisas, pessoas, ter outros gostos, enfim a gente acaba mudando um pouco, o que para muitas pessoas, as vezes, isso não é legal. Então antes de sair por aí dizendo que vai fazer as malas e morar fora do Brasil, permita-se experimentar. Acho que a chance para dar certo está aí. Sem expectativas, a gente se surpreende muito mais e acaba aproveitando muito mais o que um país tem a oferecer.

Então como morar 10 anos Berna e não falar dela, impossível!!

Então para comemorar esses 10 anos morando na Suíça, mais precisamente em Berna. Quero citar os dez lugares mais incríveis que temos para fazer por aqui. Percebi que existem muitos locais diferentes que proporcionam uma viber muito especial – a vibração de Berna – Seja a cidade velha, a arquitetura única, os muitos museus e restaurantes ou o rio turquesa Aare.

Em suma, há muitas coisas que fazem de Berna para mim o lugar peculiar que é! Então lá vai o Top Ten Bern.

1 – O Rosengarten oferece a melhor vista!

RE1_1689-8

Berna é construída em uma península e eu aprendi a apreciar os muitos pontos de vista de locais e terraços ao redor da cidade. O  jardim de rosas é um dos parques mais bonitos da cidade de Berna e oferece uma visão única da cidade velha e do Rio Aare. O Restaurante Rosengarten oferece além da bela vista, com suas janelas panorâmicas e grande terraço, e serve especialidades para qualquer ocasião.

2 – As semelhanças de urso por toda a cidade – Bärengraben – Fosso dos Ursos

RE1_8642-10-10

Berna é provavelmente a única cidade na Suíça que recebeu o nome de um animal. Diz a lenda que o duque Berchtold V. von Zähringen, chegou em Berna um dia e disse que daria a cidade o nome do primeiro animal que ele caçasse. No caso o bicho desafortunado foi um urso (Bär – que quer dizer Urso em alemão)  que veio a ser adotado como emblema pelo duque e está até hoje no brasão de Berna. Mas eles são uma fofuras! É possível admira-los os 3 ursinhos no novo espaço construído para eles.

3 – Catedral de Berna

RE1_6369-2

A Catedral de Berna, que também é conhecida como Münster de Berna, é um templo de estilo gótico que está no centro histórico desta cidade na Suíça. Esta catedral data do início do século XV, a partir do ano 1421, e muitas pessoas pensam que é uma espécie de foguete gótico que tem tesouros tanto no exterior como no interior, com suas obras de arte, esculturas e pinturas.

Uma das partes mais bonitas desta Catedral está no lado de fora, acima da porta principal. Há uma representação espetacular do Juízo Final, onde há mais de duzentas figuras esculpidas em madeira e pedra, das quais cerca de 170 são originais do século XV, enquanto as outras 47 são réplicas, sendo os originais no Museu Histórico de Berna.

A torre do relógio desta catedral é de cem metros de altura e é a mais alta da Suíça, sendo visível da maioria da cidade. No topo deste lugar há uma plataforma de observação a partir da qual você pode ver não só o centro histórico e os arredores, mas também os Alpes Berneses; e que pode ser acessado pagando 5 francos.

4 – O poderoso Rio Aare é mais do que apenas um simples rio

RE1_6399-9

A cor turquesa do Aare tornou-se a parte da cultura de Berna. As águas frias atraem pessoas de todas as idades durante o verão. De fato a verdadeira beleza do rio Aare é que ele é curvado ao redor da cidade velha. Isso permite que os residentes, no verão,  nadem de uma parte da cidade para outra enquanto permanecem no centro da cidade. Tem um post completo do que podemos fazer mais nesse rio incrível no verão. Veja o Guia AARE

O rio é também um local para os esportistas. Além de poderem nadar, é possível caminhar pela borda saindo da Piscina do Marzili até o Camping Eichholz e voltar nadando pelo rio. Ou se quiser ir mais longe vai caminhando pelo Zoológico até a piscina de Muri e voltar novamente nadando,  para os ciclistas é possível pedalar até o aeroporto de Belp, são 18 km mais ou menos só ida (Marzili – Belp).

5 – As arcadas da cidade velha de Berna goza de um status especial

shopping-a3217556
Foto: bern.com

São seis quilômetros de extensão e não é todo dia que uma cidade inteira recebe o prestigioso título de Patrimônio Mundial da UNESCO. Foi dado a Berna em 1993, e com boa razão também. Com suas arcadas cobertas e becos planejados, a cidade velha medieval de Berna é simplesmente única no mundo. Sendo possível caminhar e fazer suas compras tranquilamente sem se preocupar com mal tempo.

6 – Porque a torre do relógio Zytglogge faz você sempre parar e olhar?

RE1_1878-6

É uma torre medieval histórica de Berna. Construído no início do século 13, serviu a cidade como torre de guarda, prisão, torre do relógio, centro da vida urbana e memorial cívico. O famoso Zytglogge, o principal relógio de Berna no anos 1500. Hoje, este relógio astronômico tem tantos espectadores quanto é popular entre os turistas. Os números giratórios, que giram por quatro minutos antes de cada hora, são fascinantes e me fazem olhar sempre pois me encanta além de ser o principal cartão-postal de Berna e relógio mais famoso da Suíça.

O relógio é intrincado, detalhado e preciso quando se trata de design e funções. (Os suíços sempre foram bons com isso). É possível reservar uma excursão para explorar o interior da torre. Lá, você verá a antiga tecnologia inventada para fazer com que as muitas funções dele funcionem como um relógio.

The World’s 10 Most Beautiful Clocks

7 – Parlamento

shutterstock_90666448

Antes de falar do Parlamento quero mencionar uma pequena curiosidade de Berna. Além de estar cercado dos principais bancos: Banco Nacional Suíço, BEKB, UBS, Credit Suisse, Valiant, esconde ali os famosos cofres suíços!!!  Afinal um país tão pequeno (8.372 milhões habitantes) e na cidade de Berna (135.000 aproximadamente). Sempre teve uma variedade de estruturas geográficas na Suíça, uma variedade de desenvolvimentos históricos, sociais e culturais, uma variedade de agrupamentos políticos e econômicos. No qual aqui se chamam de Pluralismus (Diversidade). E os exemplos dessas diversidades são:

  • 26 Kantões (Estados)
  • Diferentes religiões
  • Classe baixa, classe média, classe alta (não parece mas tem!)
  • Além dos suíços e estrangeiros do mundo todo.
  • 4 idiomas nacionais e muitos dialetos
  • Costumes e tradições
  • Meios de comunicação e belos transportes públicos (tram, ônibus e trem para qualquer outro pais.
  • Vários partidos

O Bundeshaus é o Parlamento, o Palácio Federal da Suíça, a sede do governo suíço, que fica em Berna. O edifício foi desenhado pelo arquiteto Hans Wilhelm Auer e foi inaugurado em 1 de abril de 1902. Vejam o Post completo do Parlamento.

8 – Casa do Einstein e os museus

RE1_1900-1
um dos 4 bancos espalhados pela cidade com a estátua do Einstein

Nem todo mundo sabe que Albert Einstein morou em Berna. O apartamento que ele alugou fica no segundo andar na rua mais charmosa de Berna, a Kramgasse No. 49,  e morou entre 1903 a 1905. Foi restaurado no estilo desse período para refletir a estadia de Einstein em Berna e atualmente é aberto ao público. Custa apenas 7 francos (quem tem o SwissTravelPass é gratuita a visita! Logo abaixo tem o Café Einstein uma ótima opção para um vinho, chocolate quente ou simplesmente um café!

Depois de visitar a casa do Einstein, recomendo visitar o Museu do Eistein lá conta toda a trajetória de Eintein pela Suíça e como ele descobriu a famosa teoria da relatividade. Outro museu muito interessante é o Museu da Comunicação fica logo atras do Museu do Eistein. Esse museu é uma ótima opção para as crianças também. Para quem quer ir um pouco mais longe da cidade antiga de Berna tem também o Musem Zentrum Paul Klee. Caminhando pela cidade não perca a oportunidade de tirar uma foto em um dos bancos com a estátua do famoso físico e claro compartilhá-la no Instagram com o hashtag #einsteinselfie.

9 – Cafés, Restaurantes e Bares

RE1_8070-3

Para os amantes da gastronomia, Berna oferece vários restaurantes e cafés super bacanas, além das famosas comidas típicas suíças: “raclette” ou o “rösti” !! Do mais simples ao chique!

  1. Schwellenmaetteli restaurante, vista linda do rio AARE, as quartas feiras os amantes de salsa podem dançar!
  2. Restaurante Rosengarten – perfeito desde um simples café à um belo jantar, sem contar a vista incrível da cidade!
  3. Trandepot – cervejaria de Berna, lugar perfeito para um chopp no final do expediente, ou encontro com amigos! Fica ao lado do famoso fosso dos ursos.
  4. Kornhauskeller – é um belo exemplo de arquitetura barroca e abriga o restaurante de adegas mais luxuoso de Berna.
  5. Café-Bar Turnhalle , antigamente o prédio era uma escola e no ginasio se tornou um lugar de eventos. É bem alternativo, normalmente as quintas feiras sempre tem muito movimento.
  6. Bierhübeli – Casa de eventos ou festas eletrônicas.
  7. Kleine Schanze – Funciona apenas no verão, é uma ótima opção para um drink sentado no jardim
  8. Mr. Pickwick Pub e Nelson Bar – são pubs ingleses.
  9. Propeller club – baladinha suíça!
  10. Lötschberg Restaurant – clássico e com especialidades tradicional suíça
RE1_5259-23
Fondue maravilhoso no Lötschberg Restaurant

10 – Eventos peculiares

E para finalizar tenho que mencionar os eventos que ocorrem durante o ano, Ou seja uma cidade tão pequena e com muitas atividades. Impossível ficar parado. Eu adoro participar de todos eles!!! Agende-se para 2019!!

  1. Maratonas, para quem gosta de correr somente em Berna temos 3 opções: 1- GrandPrix Bern – A maratona de Berna, 19 de maio de 2019, 2- Frauenlauf – corrida feminina, em 16 junho 2019, 3- SantaRunBern – A Corrida Natalina, final de novembro em 30/11/2018.
  2. Carnaval, apesar se ser muuuito frio em Berna também tem desfile de carnaval. Se quiser entrar no clima, chame sua turma e vá para os restaurantes. Se aqueça e bom divertimento!
  3. Museumnacht – o museu noturno, acontecerá 22/03/2019, todos os museus abrem suas portas durante a noite, o mais legal é poder conhecer a cidade dentro de carros antigos.
  4. Festival de Musica (Gurten Festival) – de 17 a 20 de julho de 2019,
  5. Buskers Bern – Festival de musica de rua –  será 08 a 10 de agosto de 2019
  6. Show de luzes do Parlamento, acontece em novembro
  7. Zibelemärit – a Festa da Cebola, sempre a ultima segunda feira de novembro
  8. Mercado de Natal. Bom momento para beber o famoso Glühwein (vinho quente) e comer muita raclete.

E ainda tem um pouquinho mais de história…

Origem do nome Schweiz (Suíça em alemão)

O nome Suíça vem de Schwyz, um dos cantões originais (regiões) da Confederação. As letras “CH”, a designação nacional do país, significam “Confoederation Helvetica”, em latim para “Confederação Suíça”. Os primeiros habitantes da região eram tribos celtas, dos quais os helvécios eram os mais importantes. Por favor, note que o nome latino “Confoederatio Helvetica” não é mais considerado um nome oficial para o país. (info: myswitzerland)

História da bandeira

A cruz é um símbolo da história da Suíça. A origem da bandeira vermelha e branca da Suíça remonta ao século XIV e à Batalha de Laupen, no cantão de Berna, quando os soldados suíços plantam uma cruz branca em suas armaduras para se diferenciar de seus inimigos no campo de batalha.
Durante o Período Helvético (1798-1803), Napoleão Bonaparte introduziu um tricolor de verde, vermelho e amarelo, que foi adotado como a primeira bandeira nacional suíça. No entanto, quando a república Helvética acabou, o tricolor também estava.
Uma nova bandeira oficial da Confederação Suíça foi introduzida em 1840. Em 1848, foi escolhida como a bandeira nacional e incluída na Constituição Suíça, e é a que conhecemos hoje.
Há muito debate sobre por que a cor vermelha (cuja cor é muito precisa, correspondente a Panton 485C) foi escolhida como pano de fundo: alguns historiadores estão convencidos de que ela simbolizava o sangue de Cristo; outros pensam que foi tirado da velha bandeira de Berna.
O que é peculiar sobre a bandeira suíça é que ela pode ser distinguida de todas as outras bandeiras nacionais. Na verdade, a bandeira não é um retângulo, mas um quadrado, pois é baseado em uma bandeira de guerra. Há apenas um outro estado soberano para ter uma bandeira quadrada: o Vaticano.
A cruz está situada no centro da bandeira. Seus braços são de igual comprimento, mas sua largura é diferente: os braços horizontais são um sexto mais largos que os verticais.

Idiomas, culturas e religiões

Na Suíça, existem quatro línguas nacionais: o alemão, falado por 63,3%; Francês, falado por 22,7%; Italiano, falado por 8,1%; e Romanche, falado por 0,5% da população (números de 2014). 20,9% da população fala outras línguas (NB: o total é superior a 100%, pois algumas pessoas têm mais de uma língua materna).

Cada uma das três regiões lingüísticas tem uma cultura diferente, com várias influências vindas da língua da região. No entanto, existem algumas características comuns: os suíços são simpáticos, educados e um pouco reservados. A pontualidade é considerada importante em situações sociais e empresariais. Certifique-se de dizer olá, por favor, obrigado e adeus ao entrar e sair de pequenas lojas ou escritórios. Se você for convidado para ir a casa de algum suíço, seja para um jantar ou um café, os visitantes costumam trazer flores, doces ou uma garrafa de vinho.

O mapa a seguir mostra a Suíça dividida em suas regiões de idioma:
Amarelo: cantões de língua alemã
Verde: cantões francófonos
Azul: cantão de língua italiana
Vermelho: cantões bilingues (alemão e francês)
Roxo: cantão trilingue (alemão, italiano, romanche)

Screen Shot 2018-05-24 at 10.26.05

Mapa da Suíça – foto: myswitzerland

Religião

A maioria das pessoas que vivem na Suíça é cristã. Aprox. 38% são católicos romanos e 27% protestantes (números de 2015). Há também muitas outras religiões representadas na Suíça: 5% muçulmanos, 0,5% budistas, 0,3% judeus. O número de pessoas sem afiliação religiosa aumentou significativamente nos últimos anos (21,4%).

Sustentabilidade: Suíça – Nação de recicladores

Os cidadãos suíços são campeões quando se trata de reciclagem – por exemplo, 96% do vidro velho, 91% do papel e 82% dos recipientes PET chegam aos pontos de coleta especiais, em vez dos recipientes domésticos. Em média, cada habitante suíço coleta anualmente 391 kg de materiais recicláveis (dados de 2014).

Recipientes de reciclagem estão disponíveis nas ruas e locais públicos, especialmente em estações de trem, aeroportos e supermercados. É fácil, então, dar uma contribuição ao meio ambiente: reciclar durante a sua viagem!

Sustentabilidade: água potável

RE1_1853-1

A água potável suíça é um produto de qualidade proveniente de recursos naturais: 80% são provenientes de fontes naturais e subterrâneas e o restante de lagos. Regulamentos rigorosos relativos à água e sua qualidade levaram a um desenvolvimento tão positivo que você pode beber direto da torneira em quase toda parte sem pensar duas vezes! A água da torneira suíça também demonstra uma ecologia mais equilibrada em oposição à água comprada em garrafas e águas minerais que viajam de perto e de longe. Pode trazer sua garrafinha e encher em qualquer uma das belas fontes pela cidade.

Bônus: o charmoso dialeto de Berna!

Se esta lista fosse estendida para mais coisas que tornam Berna especial, o dialeto bernês seria mais um acréscimo. Para sentir a melodia do dialeto, confira este videoclipe da banda local Lo & Leduc, com a música 079,  que fez maior sucesso na Suíça em 2018!

 

Quer fazer um tour guiado em Berna comigo?? Me mande um e-mail: asviagensdare@gmail.com.  Vou adorar recebê-los e mostrar essa cidade incrível!

Qual é o seu lugar favorito em Berna? Compartilhe aqui sua foto! 🙂

Formentera – o que fazer em 1 dia!

Como já dizia Gilberto Gil em sua música: Ladeira da Preguiça: “Formetera é uma ilha onde se chega de barco, mãe!”. E lá fomos nós, minha mãe e eu!! hehe. Formetera entrou no meu roteiro depois que vi o Filme “Lucia e El Sexo”, e fiquei encantada com as paisagens!

Pegamos um Ferry pela companhia Aqua Bus, custou 19 Euros ida e volta, compramos os tickets um dia antes nas barraquinhas que tem em frente a praia de St. Antonio. No dia seguinte pegamos um ônibus até Ibiza e depois pegamos o ferry. A viagem durou mais ou menos 40 minutos.

RE1_2751-1

RE1_2765-6
Vista do Ferry a cidade velha de Ibiza

Todo mundo fala que Formentera é uma ilha pequena, que dá para fazer de bicicleta, mas não recomendo pois a ilha não é tão pequena assim, tínhamos alugado uma bike, mas quando chegamos lá e percebemos a distancia mudamos de ideia e pegamos logo um quadriciclo,  o ideal é alugar uma vespa, mas como não sabia dirigir o quadriciclo nos salvou. E mesmo assim nos perdemos um pouco e não conseguimos ver tudo.

RE1_2863-45

Formentera oferece mais de 20 km de praias de areia branca e águas transparentes com combinações surpreendentes de azul. Na ilha, pode encontrar desde a típica pequena enseada isolada às praias de sonho, podendo desfrutar em todas elas de grande tranquilidade e paz, num ambiente natural e protegido das grandes multidões.

Se existe algo que torna a Formentera diferente dos outros destinos mediterrânicos é a beleza do seu litoral e a ausência de construção na maior parte da costa. A aposta de várias décadas num desenvolvimento sustentável permite, hoje em dia, usufruir de praias de beleza paradisíaca, mas com todos os serviços e toda a segurança de um destino ocidental.

Nossa primeira parada foi na PRAIA DE MIGJORN. É a maior praia de Formentera, quando chegamos estava quase vazia. De um lado da praia é destinada ao nudismo, do outro lado normal, nada além do Top-less. Tinha vários guarda-sois e espreguiçadeiras, mas para alugar tinha que pagar um valor de quase 60 Euros! Fomos salva pela canga. hahaha. Não vimos ninguém vendendo nenhum tipo de comida ou bebida na praia, mas tinha um restaurante na frente, mas era um pouco caro.

RE1_2797-15

RE1_2770-1

RE1_2786-12

RE1_2773-7
Platja de Migjorn

Ficamos na Praia de Migjorn (ou Platja de Migjorn) +- 2 horas, pegamos novamente nosso quadriciclo e continuamos, era lindo observar o caminho com os muros baixinhos feito de pedras e areia, e era assim em quase toda ilha, parecia mesmo um cenário de filme, e entre essas ruas nos perdemos e acabamos que achamos um pequeno restaurante e lá comemos uma Paella divina.

RE1_2866-46

Depois que nos orientamos novamente fomos para o outro lado da ilha e achamos a PRAIA ÉS CALÓ

RE1_2868-47

Que por sinal era maravilhosa também, mas o pequeno trecho que andamos a praia era toda de pedra e não ficamos muito tempo lá.

RE1_2875-50

RE1_2903-63

RE1_2922-70

Após toda ver toda essa maravilha de praia, fomos subindo até o Mirador, lá tem um restaurante com uma vista incrível de Formetera, que dá para ter um pouco de noção do tamanho da ilha, que muitos por lá falam que é pequena, mas achei bem grandinha!!

RE1_2951-80
Vista de cima pelo Restaurante Mirador

Continuando em direção a El Pila de la Mola encontramos esse moinho bem antigo, achei muito lindo, e tinha uma pequena vila por lá com várias lojas e restaurantes, mas não paramos lá.

RE1_2966-87

E dirigimos mais ou menos 2 kms e chegamos ao farol. Nossa que vista INCRÍVEL!!!!

RE1_2971-91
A paisagem da cidade é quase toda assim, com muros de pedras.

 

RE1_2998-110

RE1_3019-118

RE1_3033-124

RE1_3032-123

RE1_3011-114
Minha melhor companheira!

Um dia foi bem tranquilo para conhecer Formetera, dava para ter conhecido outros lugares, mas como nos perdemos um pouco não deu para ver tudo, também fizemos algumas paradas longas, curtimos praia e fazer fotos então demorou um pouco mais.Mas quem puder ficar pelo menos 2 dias vai aproveitar muito!

No final enquanto esperávamos nosso ferry para voltar ficamos ali no porto vendo o pôr-do-sol que por sinal é maravilhoso!!!! Detalhe, acabamos pegando o ferry errado para voltar!! O barco que pegamos parava em Playa D’en Bossa e não em Ibiza Town. Como estavamos completamentes quebradas optamos por pegar um taxi até St. Antonio.

RE1_3070-135
Por-do-sol maravilhoso!

Clique aqui para ver um pequeno video de Formetera.

Vejam também sobre Ibiza e as outras praias que visitamos.

 

VAI VIAJAR? PREPARE POR AQUI NO BLOG!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suiça? Me escreva e faça um orçamento. Sabia que agora quando você faz um seguro viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

************************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

***********************************************************************************

Jungfraujoch – o topo da Europa!

Para quem nunca viu neve, uma ótima opção é visitar o Jungfrau. Pois o bom, é que lá tem neve o ano todo! Para gente que já mora aqui não precisa ir até lá… pois no inverno tem neve para todo lado. E sem contar que fazer esse passeio também não é muito barato.

Mas esse passeio acabou sendo bem por acaso, mas muito legal, eu estava passando perto da estação a caminho da casa de uma amiga e eu encontrei dois brasileiros que tinham acabado de chegar em Berna e me pararam para pedir ajuda para comprar tickets para os trens, e conversando eles falaram que iriam para Interlaken no próximo dia. E por sorte deles e também a minha era feriado na segunda feira, e combinamos de irmos todos juntos para o Topo e foi muito divertido!!!!

O ticket para subir custou 186 francos, o legal é que comprando esse ticket vem junto um guia meio estilo Passaporte, com dicas e curiosidades. Muito bacana!

IMG_9943
“Passaporte” de Jungfrau com dicas e curiosidades

Para chegar, fui de carro de Berna até Grindelwald Grund, e de lá peguei o trem até Kleine Scheidegg, troquei de trem, mas agora esse vai direto até o Jungfraujoch. No meio do caminho teve ainda mais duas paradas, o qual é possível descer por 5 minutos, e já dá para admirar da janela uma vista incrível. A subida até o Topo dura mais ou menos 40 minutos.

IMG_9948
uhuu lá vou eu!

RE1_8771-2Conforme vai subindo já da para começar a sentir o frio pegando, então recomendo ir bem preparado com roupas adequadas para o frio. Pois gela mesmo!! Chegando lá, é tudo bem sinalizado e saímos direto para o Castelo de Gelo, aonde encontramos esculturas de gelo muito bacana.

RE1_8818-8

RE1_8828-9RE1_8830-10RE1_8837-11RE1_8848-12

É bom também usar  botas de neve, e tomar muito cuidado para não escorregar, nem pensar em andar depressa lá dentro. E subindo mais um pouco, chegamos ao Topo

RE1_8780-3

IMG_0016
os aventureiros

RE1_8877-14

RE1_8902-16E

Sim é um sonho e muito legal. Mas é muuuito frio e então não dá para aguentar muito tempo!

Mas a recompensa vem depois, porque na saída tem agora uma loja da Lindt!!! Aonde é um boa chance de ver um pouco da história do chocolate e com lojinha

RE1_8939-21

RE1_8954-22

RE1_8948
ai tentação…

RE1_8967-23RE1_8972-24

Vista incrível! Passeio imperdível. Depois se ainda tiver tempo, vale a pena andar um pouco por Interlaken.

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Vá até a página de contato e solicite um orçamento. Sabia que também é possível fazer um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog? Ganho uma pequena comissão e você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

************************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

***********************************************************************************

Oeschinensee – A magia do lago alpino

Na Suíça o que mais encanta é a natureza que de fato é linda demais mesmo! Mostro aqui esse maravilhoso lago, que parece mais um paraíso perdido. No verão é possível nadar (quem tiver coragem!), pescar e andar de barquinhos, no inverno o lago vira uma pista de patinação de gelo natural ou pista de esqui! Incrível né?

RE1_4060-1

O Lago Oeschinen é um lago artificial localizado em Kandersteg, Suíça, a uma altitude de 1578 m. Ele é rodeado pela Montanha de Bluemlisalp, pela Montanha Oeschinenhorn, pela Montanha Fründenhorn e pela Montanha Doldenhorn.

Esse lugar, na minha opinião, é um pequeno paraíso perdido aqui na Suíça, estive diversas vezes porém em estações diferentes. Fazendo trilha ou somente com o bondinho.

No verão vale a pena ir cedo, é possível nadar no lago, fazer pesca, picnic e alugar um barquinho. O lago é tremendamente gelado, mas dá para um mergulho rápido.

Como chegar de carro: seguir em direção até Kandersteg, aonde tem um estacionamento em frente da Gondelbahn e depois é só pegar o bondinho para subir, o valor é de CHF 36.- (trinta e seis francos Suíços) ida e volta. Para quem gosta de trilha é possível subir e descer caminhando. A trilha é bem sinalizada e a caminhada dura mais ou menos 1 hora.

De Berna até Kandersteg são 64 km,  chegando lá ja dá para ver os bondinhos para subir. O estacionamento fica bem na frente, custa 5 francos o dia.

Como chegar de trem: Pegar o trem até Kandersteg, e depois caminhar mais ou menos 20 minutos até a  Gondelbahn.

RE1_4946-1

Chegando lá já se vê a pista do Rodelbahn (tobogã). É muito divertido! O valor da descida de Tobogã custa CHF 5.- (quatro francos Suíços) para uma descida, ou 20 francos para ir 5 vezes.

RE1_4965-3

Depois de garantir a diversão no rodelbahn hora de fazer uma caminhada para chegar até o lago Oeschinen, é só caminhar mais uns 15 minutos por uma trilha muito arborizada onde é possível admirar os Alpes cobertos de neve, mesmo no verão! E sem contar que durante o caminho se prepare para ter a companhia mais Suíça de todas: as famosas vacas suíças com seus sinos, majestosas e simpáticas.

RE1_4022-2

A surpresa e a beleza de ver o lago é sensacional!

RE1_4989-6

Há dois restaurantes que oferecem deliciosos pratos suíços locais e vistas inacreditáveis das montanhas circundantes, ou se preferir é possível fazer picnic ou um churrasquinho ao redor do lago. Na loja ao lado do restaurante eles oferecem lenhas para poder acender a sua churrasqueira.

RE1_4077-9

DCIM102GOPRO
encarando um banho geladinho!!

As fotos abaixo foram tiradas em meados de setembro de 2015, começo do outono, o tempo estava nublado, tudo meio cinza, mesmo assim a paisagem era deslumbrante.

Oeschinen003REA_8920 Oeschinen004REA_8921 Oeschinen005REA_8924 Oeschinen010REA_8942 Oeschinen011REA_8960  Oeschinen013REA_8989 Oeschinen014REA_8993

Oeschinen021REA_9079 Oeschinen022REA_9084

Oeschinen024REA_9122

Lindo né?

 

Saindo de lá não deixe de passar pelo Blausee – o lindo lago azul

VAI VIAJAR? ENTÃO SE PREPARE POR AQUI!

Gosta das minhas dicas? Quer um roteiro personalizado pela Suíça? Me escreva na página de contato e solicite seu orçamento. Sabia que agora também quando você faz um seguro de viagem, aluguel de carro ou até envio de dinheiro, através do link aqui mencionado abaixo no meu blog, ganho uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o blog  a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar? Mas tem que clicar sempre pelo link do meu blog 😉 

*********************************************************************************

  1. Seguro de viagem:  Seguros Promo
  2. Aluguel de carro: Rent Cars 
  3. Envio de dinheiro: TransferWise

*********************************************************************************

Deseja mais informações me envie um e-mail: asviagensdare@gmail.com