Engstligenalp – Fondue no Iglu

 

Finalmente conseguir fazer uma coisa que eu estava querendo há muito tempo! Conhecer e comer o típico Fondue de queijo (Suiço lógico!!), mas esse dentro de um Iglu de gelo!!!

Fomos para Adelboden e de lá seguimos até Engstligenalp, depois pegamos um bondinho para subir. Isso sem contar que erramos o caminho, fomos para o outro lado da montanha, mas o passeio estava lindo do mesmo jeito. E ainda bem que tinhamos tempo pois o jantar era só a noite. É necessário fazer reserva de mesa antes.

Iglu002REA_3819

Depois que subimos, andamos ate encontrar um restaurante, pois tinhamos marcado o jantar para as 19:30 então tinhamos que esperar. Mas já estavamos congelando-nos e entramos para ver a lojinha e depois ficamos tomando um vinho do lado de fora e tirando fotos para tentar nos aquecer.

Iglu011REA_3865

REA_3854

REA_3855

Iglu007REA_3834

Iglu009REA_3846

Iglu005REA_3826

Iglu004REA_3825

Iglu003REA_3822

Iglu012REA_3876

Bom o frio comecou a apertar, não estavamos suficientemente preparados para encarar esse frio, e entramos antes para ver se era possivel jantar mais cedo, senão não iamos aguentar, por nossa sorte conseguimos.

E lá fomos nós nos deliciar e conhecer por dentro!!

Iglu013REA_3890

Iglu014REA_3892
Muito vinho para esquentar!

Iglu018REA_3915

Iglu019REA_3916
Delicioso!

Iglu021REA_3932

Iglu022REA_3937
Nao sobrou nada!!!!!

1009921_10204991852947290_7657801350937384901_n

De fato esse é um ponto turístico imperdivel!!!

 

Viena

Saimos de Berna na sexta feira noite, pegamos um trem até Zurich e de lá voamos para Viena.

Chegamos por volta de 23:00 estava nevando e muito frio, depois pegamos um taxi até o hotel. É bem prático ir de trem, mas como chegamos muito tarde o taxi foi mais prático. Hospedamo-nos no Fürst Metternich é uma rede de hotéis castelos, muito bacana. Bem localizado e era bem perto do metrô.

Sábado acordamos cedo e pegamos um trem, fomos para o Castelo Schonbrün, chegando lá começou a nevar, e a emoção de minha mãe era grande! Afinal, estava realizando o seu sonho de criança, por causa do filme “Sissi”

RE1_4989

RE1_4999

Viena001RE1_5005

Viena002RE1_5018

Lá compramos o Sisi-Ticket que incluia o Grand Tour no Castelo de Schonbrün e também o Museu da Sisi no Hofburg Palace. Custou 28 Euros.

Viena004RE1_5027 Viena005RE1_5039 Viena006RE1_5045Viena007RE1_5049 Viena008RE1_5058 Viena009RE1_5080 Viena010RE1_5082 Viena011RE1_5087

Viena012RE1_5090

Castelo Schonbrün

Palácio imenso, tem “apenas” 1441 cômodos mas 40  são liberados para visitação . Esse Palácio é conhecido como o Palácio da Sissi, que era o apelido da Elisabeth (imperatriz da Austria). É um dos principais monumentos históricos e culturais da Áustria. Imperdível a visita!

O Palácio foi reconstruído  para ser a residência oficial de verão em estilo rococó da família imperial. Era lá que uma corte de mais de 1500 pessoas passavam os meses de verão.

Viena013RE1_5101

Tanto seu palácio quanto seu jardim é maravilhoso! Foi até apelidado de Palácio de Versailles de Viena.

IMG_7231
Sala dos Espelhos

Na sala dos Espelho Mozart tocou para a realeza aos 6 anos. A sala se encontra da mesma forma como era antes.

IMG_7237
A Grande Galeria

A Grande Galeria, no centro do palácio, era utilizada pela familia imperial para bailes, a recepção de hóspedes e jantares de gala.

FullSizeRender-2
Quarto do casal

IMG_7226

O relógio esta a frente do espelho esta equipado com um mostrador invertido, que também permite visualizar a hora na imagem espelhada. Ele se encontra na sala da Imperatriz.

Sisi ou Sissi

Isabel como também era chamada, casou-se em Viena com 16 anos em 1854 com o primo Francisco José, era comum na época. Sissi, apesar de toda nobreza era infeliz e sofria de depressão, era obsecada por dieta, pesava 45 kilos e tinha 1,73 de altura. Atualmente seria considerada anoréxica. O seu regime diário era fortemente marcado pelos cuidados de beleza e esportes afim de conservar sua figura esguia.

IMG_7222

Esse tipo de balança também encontra-se em vários pontos da cidade, podendo se pesar com apenas 0,20 euros. Não nos pesamos, afinal com tantos cafés, boas comidas e muuuuita roupa de frio íamos estourar a balança!!! hahaha

IMG_7221

Isabel era considera uma das mulheres mais belas da sua época e estava consciente do fato,  cuidar do seu magnifico cabelo que chegava quase ao chão, exigia várias horas diárias.

Museu de Carruagem – Kaiserliche Wagenburg

Como estava muito frio, resolvemos visitar o Museu de Carruagens Imperiais que também fica no Castelo de Schonbrun, são 2 andares com várias carruagens expostas e suas histórias. Cada uma mais exuberante que a outra, tinha carruagens para crianças, grandes festas, carruagem de inverno, e até para funeral, um luxo só. Custa 8 euros por pessoa. Infelizmente não podíamos fotografar. Mas valeu muito a pena a visita.

IMG_7242

Ringstrassen Galerien

Saimos do Castelo e fomos conhecer a galeria e seus monumentos

RE1_5111  RE1_5112RE1_5113RE1_5110

Catedral de Santo Estevão

É uma das mais antigas e importantes catedrais gótica do mundo, fica bem no centro da cidade.

Viena016RE1_5135 Viena017RE1_5136

Ao lado tem uma linda igreja também que é a Peterskirche, quando entramos estava começando uma missa. E fomos abençoadas pelo padre.

RE1_5148

Albertina Museu

Fizemos apenas uma visita externa, de onde se tem uma vista maravilhosa da Ópera.

RE1_5159 RE1_5160 RE1_5163Viena019RE1_5168

Na rua vimos os vendedores vendendo tickets para a ópera e como ja estava quase esgotando, pagamos um preço um pouco mais alto para garantir. Mas é possível comprar pela internet ou na bilheteria, mas vai depender da sorte.

Enquanto esperávamos a hora do início da Ópera fomos tomar um café bem e comer o famoso doce preferido da imperatriz. O Kaiserschmarrn e o Sacher, preferido da minha tia. Que delícia!

IMG_7252
Sacher

IMG_7258

 

IMG_7257 IMG_7261

Ópera

Schubert, Strauss, Mozart e Bethowen, fizeram de Viena a capital da música clássica.

 

RE1_5273.JPG

RE1_5275

Impossível visitar Viena e não assistir a um concerto na Ópera.

Compramos um ticket, com uns vendedores em frente a ópera e pagamos um pouco caro. Poderia ter reservado pela internet, ou comprado na hora. Mas vai depender se não estiver lotado.

Chegamos uma hora mais cedo, para poder visitar e tirar umas fotos antes de dentro do Teatro.

Viena026RE1_5226

Viena021RE1_5177

Viena020RE1_5176

Assistimos a Ópera Salomé,

A principal casa de concertos e óperas do pais, o prédio nos impressionou pela sua arquitetura e por dentro é também deslumbrante.

Como era inverno foi obrigatório deixar os casacos no guarda volumes, pois é proibido entrar de casaco no Concerto.

Foi muito emocionate assistir a ópera, show de espetáculo, no final todos ficaram de pé aplaudindo! Que energia! Vale muito a pena.

Viena025RE1_5219

Museu da Sisi – Palacio Hofburg

O Museu da Sissi fica no palacio Hofburg, localizado no centro de Viena. Era a casa de inverno da familia imperial.

No museu tem toda a prataria usada na época e também conta toda a história da Sissi com fotos e acessórios. Infelizmente não podiamos tirar fotos lá dentro.

image

image

 

RE1_5292
Entrada do Palacio de Hofburg
RE1_5298
Dentro do Palacio de Hofburg

 

Em Viena ainda tem…

Andando por Viena, e antes de ir ao Museu da Sissi passamos pelo Parlamento, so tiramos fotos e continuamos, e depois passamos só por fora pelo Palácio Belvedere. Foi bem rápido pois não tinhamos muito tempo.

RE1_5236
Parlamento
RE1_5258
Palacio Belvedere

Viena foi uma viagem incrível e mais um sonho realizado. Vale muito a pena voltar…mas no verão ou outono!!

Annecy

Minha mãe estava em casa, e queríamos achar um lugar não tão longe da Suiça e também uma cidade pequena para passar um final e semana.

E resolvemos ir para Annecy, fica na Franca a 200 km de Bern, bem perto da fronteira do lado de Genebra. Fomos na sexta a noite chegamos estava chovendo e fomos a procura do nosso hotel. Tivemos que descer uma ladeira e tanto, o duro foi que depois teríamos que subir para buscar as malas. Mas ficamos super felizes pois a localização era excelente.

Ficamos no La Maison “Loft and Lakes” Foi dificil encontrá-lo pois a noite tudo fica mais difícil, mas o engraçado que tínhamos que seguir um manual para achar a chave e descobrir toda a casa. No final deu tudo certo.

Acordamos cedo e fomos direto para o Castelo de Annecy (Musée Château d’Annecy)

RE1_4768

RE1_4699.JPG

Como estava chovendo resolvemos visitá-lo. O ingresso custa 5,20 euros cada.

RE1_4758.JPG
A Sala das Colunas

Na sala das Colunas no primeiro andar tem 14 pilares. Abrigou originalmente dois fornos de tijolos grandes. Foi usado como uma sala de guarda no século XV. No teto da grande sala haviam 11 vigas aonde eram apoiados 72 cofres. Esta sala foi de recepção dos reis franceses Henrique IV e Luis XIII em 1600 e 1630.

Logo após subimos para a Grande Sala, tinha apenas um piano e uma lareira.

RE1_4719.JPG

RE1_4716.JPG
La cheminée de La Grande Salle

Este quarto da sala antiga foi mobiliada na época pelo Conde de Genebra no século XIII e foi ampliada no século XV pelo Amédée VIII, Duque de Savoia, essa lareira foi novamente restaurada depois no século XX.

RE1_4728

Tinha várias outras salas com exposições de fotografias, muito interessante.

RE1_4734

Subimos mais um andar, aonde encontramos uma sala repleta de cofres (baús)  e alguns móveis da época.

RE1_4737.JPG

E a vista lá de cima era linda, dava para ver o lindo lago de Annecy.

RE1_4748.JPG

RE1_4744

Saindo do castelo, no terraço tem uma linda vista dos telhados da cidade antiga.

RE1_4761

Como as visitas para os outros lugares turísticos fecham no inverno das 12:00 as 14:00 horas aproveitamos para almoçar. Fomos no restaurante, Ô Savoyard, na rua Perriére e experimentamos um pratico típico da região chamado Tartiflette, feito com queijo, batatas e bacon.

image
Tartiflette, feito com queijo Reblochon derretido!! Delicioso.

Após o almoço fomos conhecer o Palais de L’ile, este se tornou um monumento histórico em 1900, qualificado de “maison en forme de galére” em um manuscrito do século XVII, foi uma prisão, um palácio da justiça e um centro administrativo.

RE1_4817

A primeira construção do Edíficio em forma de torre foi no século XII com pedras de calcário de formas irregulares e também arenito, barro e argila. Que serviu de prisão.

No século XV um edifício em forma de proa de navio foi construído e serviu de capela. Um século mais tarde o edifício tornou-se em salas do tribunal de justiça do Duque de Genebra.

RE1_4769

E no século XIX o palácio escapou do projeto de destruição e se tornou um monumento histórico e teve sua primeira restauração entre 1900 et 1905.

RE1_4822
Corredor da prisão.
RE1_4840
Latrina do Palais de L’ile

O interessante dessa latrina, é que foi encontrada essa pedra, que foi tirada de uma igreja e reutilizada aqui.

Como a chuva passou, fomos passear ao redor, Annecy também é conhecida como a Veneza dos Alpes franceses devido a semelhança dos canais de lá.

RE1_4851

RE1_4848

Após explorar o centro histórico nos deslumbramos com um conjunto de parques e jardins que se estendem ao longo do lago.

RE1_4870RE1_4892

RE1_4898
Lago de Annecy, o mais limpo da França!

RE1_4897

Na junção do lado de Annecy com os canais vimos a famosa Ponte dos amores, “Pont des Amours”.

RE1_4911

RE1_4922

RE1_4931

RE1_4946

image

Saimos de lá e fomos conhecer a parte nova da cidade, e nos perdemos pelas inúmeras ofertas nas lojinhas.

Para acabar a noite, antes de voltarmos para o hotel, não podíamos deixar de fotografar mais uma vez, o Palácio a noite. Uma cena maravilhosa!

RE1_4953

RE1_4956

Foi muito bom! Recomendo ficar por aqui no mínimo 2 dias. Se for inverno passear e visitar os museus, no verão curtir o lago com passeios de barco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lucerna em 1 dia

Saimos de Berna e fomos para Lucerna, fica mais ou menos 110 km de distancia. Fomos direto para a estação central e estacionamos por lá e depois fizemos tudo a pé.

Estação Central de Lucerna

Foi inaugurada em 1991, depois do antigo edifício ter sido destruído por um grande incêndio em 1971. O portal principal (Zeitgeist auf Torbogen) da antiga estação, que sobreviveu ao incêndio é agora o mais importante arco no meio da praça da estação. No topo do arco estã uma estátua do escultor suíço Richard Kissling.

LuzernWeggis001REA_3609
Portal principal – Zeitgeist auf Torbogen

Lago de Lucerna

Dali saem diversos passeios de barcos pelo lago. Recomendo se tiver tempo pegar um barco e ir até Weggis.

LuzernWeggis006REA_3618

Kapellbrücke (Chapel Bridge)

Logo que chegamos fomos direto na famosa ponte de madeira, é a maior ponte coberta e mais antiga da Europa, foi construída em 1333. É conhecida como a ponte da Capela que fica no lago de Lucerna.

LuzernWeggis016REA_3642

No interior da ponte de madeira tem uma séria de painéis do século XVII, que mostram cenas da história da cidade e episódios da vida dos Santos Padroeiros da Cidade, São Leger e Sáo Maurício.

LuzernWeggis011REA_3632

Ela foi destruída por um incêndio em 1993 e foi reconstruída e a maior parte das pinturas foram restauradas.

LuzernWeggis010REA_3630

LuzernWeggis012REA_3634

REA_3644

Casas históricas decoradas com afrescos enfileiram-se em volta das pitorescas praças da cidade,

LuzernWeggis025REA_3663

Hirschenplatz

Essa praça tem uma marca no chão onde antigamente existia uma casa que foi demolida para dar mais luz para a praça, bem ali, um prédio todo pintado, em cima de uma loja, chama atenção. Ele foi um hotel por mil anos, e hoje alugam apartamentos. Essas pinturas na fachada são repintadas a cada 10-20 anos.

REA_3648

Depois que atravessamos a ponte, resolvemos experimentar o famoso “Marroni”, que é uma castanha muito comum de se comer por aqui. E sem contar que também é muito saudável e saboroso.

LuzernWeggis026REA_3665

Passeamos pelas ruas cheias de lojas e encantos. É uma cidade muito linda e vale muito a pena o passeio.

LuzernWeggis028REA_3668

Os pássaros que sobrevoam a ponte dia e noite vêm da Africa, Eles chegam em Abril e vão embora em Agosto.

LuzernWeggis035REA_3689

Outras atrações de Lucerna:

Além desse certinho bem histórico, em Lucerna tem outros pontos que merecem ser visitados, ou pelo menos saber sobre:

Lowendenkmal – O monumento do leão

Tem em Lucerna também a figura do leão moribundo, talhado na face da rocha, em memória à morte heróica dos guardas suíços, mortos durante um ataque às Tulherias, em 1792, é um dos monumentos mais conhecidos da Suíça. Mas náo passamos lá dessa vez, pois já conhecíamos.

Chateau Gutsch

O castelo onde o Walt Disney costumava passar as férias. Já a casa ao lado recebeu a Rainha Vitória, que passou 4 semanas em Lucerna em 1880. A arquitetura do castelo foi inspirada no Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha, o mesmo que inspirou o Castelo da Cinderela.

Musegg Wall – Muralhas de Lucerna

São muralhas que foram construídas em 1386, na época medieval. E a parede continua quase intacta. O relógio mais antigo da cidade, está na torre Zyt. O relógio toca sempre um minuto antes de todos os outros relógio da cidade. Vale a pena subir e pelo menos uma das torres para uma vista panorâmica da cidade.

Monte Pilatus

Diz a lenda, que Pilatus tinha uma rixa com um Imperador de Roma, que o assassinou e mandou enterrar ele no rio, para garantir que ele jamais voltasse. Depois de enterrar ele no rio, o corpo submergiu, e mandaram enterrar de novo. Mas o corpo submergiu novamente. Então mandaram enterrar em cima da montanha, porque tinha um lago lá em cima, mas era proibido que as pessoas escalassem essa montanha. Até que um príncipe resolveu escalar a montanha e fez um acordo com o espirito de Pilatus. Nesse acordo Pilatus poderia submergir 1 dia por ano e os outros dias as pessoas poderiam ir. Mas não era permitido jogar pedra na água para Pilatus não ficar furioso. As pessoas tinham medo do fantasma, e para acabar o problema, o imperador acabou com o lago lá de cima, que foi assoreado.

Dicas e curiosidades:

  • Assim como Paris, Lucerna é chamada de cidade Luz, pois nos primeiros registros que se tem de Lucerna (840 a. C.) ela era chamada de Luciaria, que significa luz em latim.
  • A prefeitura de Lucerna tem duas bandeiras na frente: a da Suíça e a de Lucerna. A bandeira da Suíça, até pouco tempo atrás era a única bandeira quadrada que existia de todos os países. Agora a do Vaticano também é!
  • Lucerna tem ao todo 225 fontes, que jorram a tradicional Spring Water. Aproveite para encher suas garrafinhas e se hidratar durante seu passeio.

 

**********************************************************************************

Está sem tempo para pesquisar e montar a sua viagem? Entre em contato, que preparo um roteiro Personalizado especialmente para você.”

**********************************************************************************